Os tenistas brasileiros Thomaz Bellucci, Ricardo Mello e Júlio Silva estão a um passo da chave principal do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada. Eles venceram as suas partidas na segunda rodada do qualifying, nesta quinta-feira, e poderão se juntar à Marcos Daniel e Thiago Alves, já classificados para a competição.

Sem dificuldades, Bellucci derrotou o búlgaro Grigor Dimitrov, 266.º do mundo, por 2 sets a 0, parciais de 6/4 6/3, em 1h21min de partida. “Joguei bem, mas foi duro”, resumiu o paulista, atual 68.º do ranking da ATP. Na última rodada, ele enfrentará o americano Scoville Jenkins, número 256 do ranking. “Quali de Grand Slam é sempre difícil, mas estou seguro e tranquilo para buscar uma vaga na chave”, garantiu o brasileiro.

Ricardo Mello também só precisou de dois sets para se aproximar da chave principal. Ele bateu o francês Adrian Mannarino por 6/2 e 6/3. “Consegui impor meu ritmo de jogo desde o começo do jogo e isso acabou fazendo toda a diferença”, comentou o brasileiro, que terá pela frente o turco Marsel Ilhan, 230.º do mundo.

Último brasileiro a entrar em quadra nesta quinta, Júlio Silva não decepcionou e eliminou o dominicano Victor Estrella por 6/3 e 6/2 em apenas 1h12min de confronto. Na terceira rodada, Silva vai enfrentar o francês Josselin Ouanna.

A má notícia do dia foi a queda do brasileiro Daniel Silva. Ele não resistiu ao austríaco Stefan Koubek e foi derrotado por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/4. Koubek terá pela frente o argentino Horacio Zeballos.