São Paulo – Daiane dos Santos confirmou seu favoritismo neste domingo e faturou a medalha de ouro na prova do solo na Super Final da Copa do Mundo de Ginástica, que foi disputada no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo (SP). Com uma atuação perfeita e apoiada pelo bom público presente, a ginasta conseguiu a nota 15,600, superando suas rivais e contando com um pouco de sorte. Laís Souza ficou com o bronze.

A ?ajuda? veio graças aos erros de suas concorrentes.

Em especial a chinesa Fei Cheng, considerada sua grande adversária nesta prova. Logo no começo de sua exibição, ela acabou errando a queda de um salto e, com isso, teve chance diminuída, ficando com a nota 14,625.

Prata e bronze

No segundo dia da Super Final da Copa do Mundo de Ginástica, a brasileira Daniele Hypólito abriu o dia garantindo uma medalha de prata na trave. E seu irmão, Diego, garantiu a medalha de bronze na prova do salto sobre a mesa.

O desempenho de Diego foi considerado ótimo, uma vez que ele não é especialista nesta prova. Sua nota foi 16,500.

O campeão foi o romeno Marian Dragulescu, que aproveitou a oportunidade para exibir seu novo movimento (reversão com duplo mortal e meia na volta final) e também obteve a homologação da Federação Internacional de Ginástica, que agora leva seu sobrenome.

Já Daniele obteve a nota 15,350, por ter realizado um duplo mortal carpado na saída. O bom desempenho, porém, não foi o bastante para evitar a conquista da chinesa Ya Li, que obteve 15,625.