São Paulo (SP) – A Autódromo de Interlagos tem muitos “atalhos”. E isso foi comprovado ontem, no primeiro dia de treinos para a penúltima etapa do Campeonato Mundial FIA GT1, que está no Brasil pela primeira vez.

Profundos conhecedores do traçado de 4.309 metros, os pilotos brasileiros ditaram o ritmo do treino pré-classificatório, ficando com as quatro primeiras posições.

Sérgio Jimenez não teve dificuldade para se adaptar ao Corvette Z06 da Mad Croc Racing. mesmo sem colocar pneus novos, o paulista, que divide a pilotagem do carro com Cláudio Dahruj, marcou o melhor tempo do dia: 1:33:024.

“O treino da tarde serviu para melhorarmos o acerto, mas também tínhamos de ser cuidadosos para economizar pneus, visando o treino classificatório”, destacou. Outra dupla brasileira apareceu na tabela de tempos a menos de meio décimo dos líderes.

Com o Maserati MC12 número 34, a dupla Daniel Serra / Chico Longo cravou 1:33:073 e ficou com o segundo melhor tempo do dia. “O carro é muito confortável de guiar. Pensamos que a adaptação ia ser difícil, mas quase terminamos o dia na frente”, comemorou Longo.

O paranaense Ricardo Zonta, parceiro do alemão Frank Kechele no Lamborghini Murcielago número 25, ficou com a terceira posição, seguido de perto pelo Maserati MC12 do paranaense Enrique Bernoldi, que, na corrida deste domingo, será parceiro de Xandinho Negrão.

Na GT3 Brasil, que fará a preliminar da GT1 neste fim de semana, o domínio foi paranaense. A bordo de um Dodge Viper, Wagner Ebrahim marcou a volta mais rápida do dia.

Porém, ele foi seguido de perto pela Ferrari de Claudio Ricci / Rafael Derani. Campeões antecipados, Valdeno Brito e Matheus Stumpf apenas “cumprem tabela” nas duas corridas últimas provas. Mesmo assim, colocaram o Ford GT número 7 na quarta colocação nos treinos livres de ontem.

Hoje acontece a primeira bateria da GT3 e GT4 e a prova de classificação da GT1. A corrida principal do Mundial acontece amanhã, às 15h00 com transmissão ao vivo da RedeTV!.