O tenista brasileiro Rogério Dutra Silva fará seu primeiro confronto contra um tenista top 10 de sua vida. A partida deve acontecer amanhã em horário ainda a ser definido pela organização do Aberto dos Estados Unidos.

Aos 28 anos, Rogerinho, como é conhecido, ocupa a 112ª colocação do ranking mundial e avançou para a segunda rodada do Grand Slam americano na noite de terça-feira após acertar 24 aces e derrotar o russo Teymuraz Gabashvili por 3 sets a 2, com parciais de 4/6, 6/4, 6/7 (5-7), 6/3 e 7/5, em jogo que durou pouco mais de 4 horas.

No circuito, o tenista paulista, que treina em Camboriú (SC), nunca chegou a uma final de torneio da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) na chave de simples. Seu melhor resultado foi ser vice em duplas, em Hamburgo este ano. No Pan de Guadalajara, em 2011, terminou com a medalha de prata.

Do outro lado, o brasileiro terá pela frente o sérvio Novak Djokovic, 25, que deixou claro que vai tentar permanecer em quadra o menos tempo possível. A prova disto foi o passeio na estreia: ganhou por 6/1, 6/0 e 6/1, em 1 hora e 13 minutos.

“É muito importante para mim tentar ser econômico com o tempo e ficar na quadra o menos possível, mas obviamente sem subestimar meu adversário”, afirmou o atual número 2 do mundo após vencer o italiano Paolo Lorenzi (69º do ranking).