O atacante brasileiro Brandão, do Olympique de Marselha, foi libertado pela justiça francesa nesta quarta-feira, um dia depois de ser preso acusado de abusar sexualmente de uma jovem de 23 anos.

A soltura foi confirmada por sua advogada, Patricia Clusan. A jovem que acusa o brasileiro conta que saiu com ele no dia 1º deste mês, foi com o jogador a uma casa noturna e, na volta, eles pararam o carro à beira de uma estrada e transaram. Ele garante que consensualmente. Ela, não. Ainda assim, retirou a queixa. O processo continuará correndo, agora com Brandão respondendo em liberdade.

Durante o processo, todos os jogadores do Olympique foram interrogados. Já o presidente do clube divulgou comunicado criticando a forma com que a justiça e a imprensa francesa agiram.

“Todo mundo sabe que o indiciamento não significa culpa. Além disso, há a base jurídica da presunção de inocência, que muitas vezes é ignorada pelos meios de comunicação. Enquanto se aguarda as conclusões do inquérito, irei me reunir com membros da comissão técnica da equipe para determinar como o Brandão pode se juntar ao grupo”, contou, antes de destacar que não mais iria se comunicar sobre o assunto.