Pelo segundo ano seguido, o Brasil está fora do Circuito Mundial de Judô. Nesta quinta-feira, um seminário da Federação Internacional de Judô (IJF, na sigla em inglês) confirmou o calendário de eventos de 2015 e o país organizador da próxima Olimpíada não receberá nenhuma competição.

O País chegou a ter dois eventos seguidos no calendário, com um Grand Prix em São Paulo e um Grand Slam no Rio, mas abriu mão de organizar a ambos. O último campeonato realizado no Brasil foi o Mundial de 2013, no Rio, ocupando o lugar do Grand Slam no calendário. No ano anterior, 2012, o Mundial por equipes aconteceu em Salvador.

Com o foco na preparação dos atletas para os Jogos de 2016, o governo e o COB recomendaram às confederações nacionais não colocarem dinheiro na realização de eventos. Também o vôlei de praia pela primeira vez desde a criação do Circuito Mundial não terá um torneio no Brasil em 2015.

A temporada do judô terá quatro etapas de Grand Slam (Baku, Tyumen [Rússia], Paris e Tóquio) e um Masters, que deve acontecer em Rabat, no Marrocos. O Mundial será em Astana, nO Casaquistão, no fim de agosto. Santiago, Buenos Aires, Montevidéu e San Salvador (El Savador) terão eventos Pan-American Open.