Londres – O amistoso de ontem à tarde com o País de Gales foi mais um bom teste para a renovada seleção brasileira do técnico Dunga. Pela vitória por 2 a 0 e pelo desempenho de alguns dos jogadores em quem o treinador está apostando.

Um deles, o estreante lateral-esquerdo Marcelo, marcou o primeiro gol (Vágner Love fez segundo). Mas Ronaldinho Gaúcho continua devendo. Lembrou o jogador da Copa da Alemanha: muita firula e pouca objetividade.

O jogo no Tottenham Hotspur Stadium foi, efetivamente, um amistoso. Bem diferente do clima de domingo, quando o Brasil fez 3 a 0 sobre a Argentina, fora o passeio.

Ontem não teve passeio e sim uma vitória tranqüila pelo que a seleção fez na etapa final. Foi quando, com maior velocidade e procurando explorar mais os lados do campo, envolveu facilmente o País de Gales e criou diversas chances de gol, aproveitando duas delas.

Jogar pelos lados foi uma determinação de Dunga no intervalo, após reprovar o primeiro tempo da equipe – o Brasil foi melhor, mas atuou com lentidão e tentou sempre as jogadas pelo meio, encontrando dificuldade para passar pelo bloqueio galês.

?A gente precisa ter paciência e também jogar pelas laterais. Toda vez que tentamos jogar pelo meio, perdemos a bola.

A definição tem de ser pelo meio, mas a jogada tem de ser feita pelas laterais?, disse.

Movimentação

Os jogadores – muitos deles entraram durante a segunda etapa – procuraram seguir a instrução. Mas foi num chute de fora da área que o Brasil fez o primeiro gol, aos 14 minutos. Marcelo, lateral de 19 anos do Fluminense, chutou forte e venceu o goleiro Jones.

Aos 29, o segundo gol saiu da maneira pedida por Dunga. A bola chegou a Cicinho  e o lateral a colocou na cabeça de Vágner Love.

A vitória foi fácil e o placar poderia até ser mais dilatado. No entanto, uma preocupação: o meio-de-campo deu muito espaço e a defesa errou várias vezes no posicionamento.

Ronaldinho jogou até os 21 minutos do segundo tempo e teve a liberdade que pediu. Jogou pelo meio, tentou jogadas pela esquerda e pela direita, procurou algumas tabelas, movimentou-se bastante (aliás, essa seleção se movimenta muito).

A seleção volta a jogar dia 7 de outubro, no Kuwait, contra um combinado do país.

Ronaldinho volta a sorrir

Londres – ?Mostramos uma nova cara da seleção brasileira. Iniciamos bem um novo trabalho para a próxima Copa.? A satisfação de Ronaldinho Gaúcho em seu primeiro jogo após o fracasso em campos alemães foi marcante, ontem. ?Só me faltou o gol.?

O camisa 10 lamentou bastante a bola que passou raspando o gol galês, após chute colocado, aos 20 minutos do segundo tempo. Mas ele fez questão de elogiar o trabalho do técnico Dunga. ?Estou muito feliz por voltar a jogar com alegria na seleção. Com ele (Dunga), me aproximei bastante do estilo de jogo que faço no Barcelona. Tenho liberdade para criar e as jogadas sempre passam pelos meus pés.?

As duas vitórias na pequena excursão na Inglaterra – domingo, 3 a 0 sobre a Argentina – foram apontadas por Ronaldinho como um fator importante para a reconstrução do moral da equipe. ?Nada melhor que duas vitórias em dois jogos importantes. A equipe se comportou muito bem e soube compreender tudo o que o Dunga nos pediu durante os treinamentos.?

Segundo Ronaldinho, as várias mudanças na equipe durante os dois jogos não diminuíram o potencial do time. ?Temos muito a melhorar, mas com uma seqüência maior de jogos vamos adquirir o entrosamento esperado.?