A badalada seleção brasileira, de Robinho e Diego, sofreu, e teve de contar com as falhas do oponente, para derrotar o quase anônimo Canadá, por 3 a 2, na madrugada deste domingo (1º), no primeiro dos dois amistosos seguidos nos Estados Unidos.

O início do jogo deu uma impressão equivocada ao torcedor brasileiro. Em uma jogada que lembrou o Santos de 2002, o Brasil abriu o placar logo aos três minutos. Robinho fez uma grande jogada pela esquerda, aplicando um elástico no marcador e rolou para Diego. O camisa 10 se livrou do marcador e bateu cruzado, longe do alcance de Onstad.

O gol logo no começo deu a impressão de seria fácil. Julio Cesar acreditou fielmente nisto e foi displicente na primeira jogada em sua área. Aos 10, Klukowiski levantou na área da esquerda, o goleiro brasileiro saiu mal e deu chance para Friend cabecear para empatar. O sufoco brasileiro na primeira etapa durou até os 44, quando Gilberto recebeu passe longo pela esquerda e cruzou para a cabeçada firme de Luís Fabiano, que ainda contou com uma ajuda do goleiro canadense, que não segurou a bola que explodiu em seu peito. Brasil 2 a 1.

O primeiro tempo poderia até ter terminado com vitória do Canadá que perdeu pelo menos três chances claras de gol. O intervalo serviu para deixar o jogo um pouco mais cadenciado. Mas isto não tirou o ímpeto do time canadense e nem de Guzman. Aos 10, o camisa 6 recebeu na intermediária, se livrou de dois marcadores e bateu firme, sem chance para Júlio Cesar.

Para vencer, a seleção brasileira teve de contar com nova ajuda do time canadense. Aos 17, Guzman tentou um recuo de bola quase do meio-de-campo e acabou fazendo um grande passe para Robinho, que ficou à vontade para driblar Onstad e tocar para fazer o terceiro gol.

Ficha técnica:

Brasil 3 x 2 Canadá

Brasil

Júlio César; Maicon (Daniel Alves), Lúcio (Luisão), Juan e Gilberto; Mineiro, Josué, Julio Baptista (Elano) e Diego (Alexandre Pato); Robinho (Rafael Sobis) e Luís Fabiano (Adriano).

Técnico: Técnico: Dunga.

Canadá

Onstad; Klukowiski, Hastings, Stalteri e Serioux; Nakajima, Hutchison (Bernier), Guzman (Nsaliwa), De Rosario (Peters), Radzinski (Jong) e Friend.

Técnico: Dale Mitchell.

Gols: Diego, aos 3, Friend, aos 10, e Luís Fabiano, aos 44 minutos do primeiro tempo. Guzman, aos 10, e Robinho, aos 17 minutos do segundo tempo

Árbitro: Kevin Scott (EUA)

Renda: Não disponível

Público: Não disponível

Estádio: Qwest Field, em Seattle (EUA)