O presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Paulo Wanderley Teixeira, oficializou a candidatura do País para receber o Campeonato Mundial de Judô de 2013 com a entrega de uma carta de intenção à Federação Internacional de Judô (FIJ). Inglaterra, Azerbaijão e Hungria também estão interessados em sediar a competição.

 

“Acredito muito no sucesso da candidatura do Brasil aos Jogos Olímpicos de 2016 e o Mundial seria mais um evento preparatório para a Olimpíada. Com ele mostraremos a organização do esporte nacional e a força do judô brasileiro”, afirmou o presidente da CBJ, querendo repetir a experiência de 2007, quando o Rio de Janeiro recebeu a competição.

A decisão sobre a cidade que vai sediar o Mundial de 2013 sairá durante a reunião do comitê executivo da FIJ no ano de 2010, em Tóquio, quando a cidade japonesa estiver recebendo a competição. Para o dirigente, o Mundial do Rio pode ajudar a nova candidatura brasileira.

“O Mundial de 2007, que parecia ser uma exceção, já se tornou regra graças à excelência alcançada por nós dentro e fora do tatame. Já temos o direito de fazer o Grand Slam da FIJ pelos próximos quatro anos, além da Copa do Mundo. Não precisamos viajar para participar de uma competição de altíssimo nível”, comentou.