Com o moral nas nuvens após uma vitória épica por 3 sets a 2 sobre a Rússia nas quartas de final, a seleção brasileira feminina de vôlei se classificou nesta quinta-feira para a final dos Jogos Olímpicos de Londres ao derrotar o Japão por 3 a 0 na Earls Court Arena, com parciais de 25-18, 25-15 e 25-18.

No sábado, a equipe do técnico José Roberto Guimarães tentará o bicampeonato olímpico diante dos Estados Unidos, mesmo adversário da decisão em Pequim, há quatro anos. As americanas também não tiveram maiores problemas nesta quinta e bateram a Coreia do Sul por 3 sets a 0 (25-20, 25-22 e 25-22).

Brasil e Japão se classificaram para as semifinais após vitórias no tie-break. No entanto, se o triunfo sobre as russas empolgou as comandadas de José Roberto, a dura batalha com as chinesas cansou as japonesas, que não se mostraram fortes nem mesmo em seu melhor fundamento, a defesa.

O primeiro set foi equilibrado até o segundo tempo técnico. As asiáticas se mantinham firmes na defesa e iam virando as bolas. Na parte final, porém, o Brasil foi abrindo vantagem com saques de Thaísa e depois Sheilla e fechou em 25-18.

A segunda parcial foi a mais tranquila para as brasileiras, que se colocaram à frente no placar logo no começo e apenas tiveram que fazer pontos de ataque a aproveitar os erros das adversárias até vencerem por 25 a 15.

As atuais campeãs fizeram do último set uma repetição do segundo no começo, e até relaxaram no decorrer da parcial, mas não foram pressionadas e fecharam em 25 a 18.

Depois de uma grande exibição no tie-break contra a Rússia, Sheilla foi o destaque da seleção brasileira e marcou 13 pontos, mesmo número da capitã Fabiana.