Depois de um desempenho fraco no Grand Slam de Tóquio, segundo principal evento do ano (atrás apenas do Mundial), o Brasil vai fechar 2014 sem nenhum líder no ranking mundial do judô. Até antes do evento japonês, o País tinha um judoca no primeiro lugar: Charles Chibana, na até 66kg.

Em Tóquio, o Brasil faturou apenas uma medalha, com Rafaela Silva, de bronze. Nomes importantes da delegação passaram em branco, como Sarah Menezes, Rafael Silva e Chibana. O peso pesado, por exemplo, perdeu logo na primeira luta. O resultado ficou bem aquém das quatro medalhas obtidas no Mundial da Rússia, em agosto.

De forma geral, são oito brasileiros entre os quatro melhores de suas respectivas categorias: Chibana (66kg, terceiro), Victor Penalber (81kg, terceiro), Rafael Silva (+100kg, segundo), Sarah Menezes (48kg, segunda), Erika Miranda (52kg, terceira), Rafaela Silva (57kg, quarta), Mayra Aguiar (78kg, segunda) e Maria Suelen Altheman (+78kg, segunda). Vale lembrar que, como há distribuição de duas medalhas de bronze no judô, quatro atletas por categoria são premiados em eventos como Olimpíada e Mundial.

Medalhista em Londres/2012, Felipe Kitadai caiu para o nono lugar no ranking da categoria até 60kg e já recebe a aproximação de Eric Takabatake (16.º) Alex Pombo é o melhor na até 73kg (em 19.º lugar), enquanto os veteranos Tiago Camilo (15.º) e Luciano Corrêa (14.º) seguem à frente dos demais categorias nas categorias até 90kg e até 100kg, respectivamente.

Em duas categorias femininas a titularidade está em aberto, sem uma atleta que se destaque. Na até 63kg aparecem Mariana Silva (21.º), Mariana Barros (26.º) e Katherine Campos (37.º). Já na até 70kg estão próximas Maria Portela (23.º), Bárbara Timo (30.º) e Nádia Merli (32.º). Nenhuma delas está garantida na seleção em 2015 e, na semana que vem, vão disputar a seletiva nacional, no Rio.

O ano termina para o judô também com poucos atletas fazendo sobra aos destaques da seleção. No feminino, só há uma reserva dentro da zona de classificação olímpica: Ketleyn Quadros, em 14.º na categoria até 57kg, 11 posições atrás de Rafaela Silva. No peso pesado, Rochele Nunes é 19.ª.

No masculino, há rivalidade também no peso pesado, com Rafael em segundo e David Moura em sétimo. Marcelo Contini é o 23.º na até 73kg (quatro posições atrás de Alex Pombo), enquanto Hugo Pessanha e Rafael Buzacarini estão respectivamente 13 e 14 lugares até de Luciano Corrêa na até 100kg.