O Brasil perdeu pela primeira vez, nesta quinta-feira, em seu quinto jogo no 14º Campeonato Mundial Feminino de Basquete, por 78 a 68 (42 a 35), para a Espanha, em Suzhou, China. A cestinha do jogo foi a ala espanhola Valdemoro, com 33 pontos. A pivô Alessandra, com 19, foi a maior pontuadora do Brasil. A seleção volta à quadra nesta sexta-feira, às 8h30 (de Brasília), para enfrentar uma rival difícil, a Austrália (ESPN Brasil), que nesta quinta-feira somou a quinta vitória consecutiva, contra a China, por 101 a 72. O jogo decide o primeiro lugar do grupo.

Os outros jogos desta quinta-feira, pelo Grupo E: Argentina 76 x 83 Iugoslávia; pelo Grupo F, em Changzhou: Estados Unidos 91 x 53 Coréia do Sul, Lituânia 63 x 60 Cuba e Rússia 74 x 59 França.

?A Espanha fez uma grande partida com excelente percentual nos arremessos de dois (50%) e de três pontos (50%). Tentamos várias marcações defensivas (individual e zona), mas nenhuma surtiu efeito diante de arremessos tão precisos?, afirmou o técnico Antônio Carlos Barbosa. Observou que o Brasil também não esteve bem no ataque, embora tenha dominado os rebotes (33 a 23). ?A marcação espanhola foi forte, principalmente nas pivôs, e nossos arremessos dos três pontos não caíram como nos jogos anteriores.?

Janeth acha que a Espanha ?jogou acima do normal, com percentual excelente de arremessos? e não acredita que o Brasil fará dois jogos ruins. A jovem armadora Iziane, sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo, mas poderá atura nesta sexta-feira.

Brasil e Austrália jogaram cinco vezes na história dos Mundiais, com vantagem para as rivais. A última vez que as brasileiras venceram um jogo foi em 1967. As australianas têm quatro vitórias, inclusive a da disputa da medalha de bronze no último Mundial, na Alemanha, em 1998, quando também venceram nas oitavas-de-final (as outras foram na Colômbia/1975 e na ex-União Soviética/1986). Este mês as duas seleções se enfrentaram duas vezes em jogos preparatórios, com uma vitória para cada: 72 a 71 para o Brasil, em Newcastle, e 62 a 45 para a Austrália, em Sydney.