Rio – O Mundial de Judô, que está sendo disputado na Arena Olímpica do Rio de Janeiro, começou com resultados promissores para o Brasil. Destaque para João Gabriel Schlitter, na categoria pesado (mais de 100kg), e Luciano Corrêa, na meio-pesado (até 100kg). Ambos venceram as três lutas que disputaram e já estão nas semifinais. No feminino, Edinanci Silva também começou bem, mas foi derrotada nas quartas-de-final da categoria meio-pesado (até 78kg). Quem perdeu logo na estréia foi a peso pesado Priscila Marques (mais de 78kg). Ela foi superada pela chinesa Wen Tong, por ippon.

João Gabriel Schlitter, medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos, derrotou na estréia o senegalês Djégury Bathily por ippon com 1m59s de luta. Na segunda luta, o brasileiro venceu o islandês Thormod Jonsson, novamente por ippon. Em seguida, superou o esloveno Matjaz Ceraj. Nas quartas-de-final, João Gabriel derrotou o uzbeque Abdul Tangriev. Nas semifinais, ele enfrentará o russo Tamerlan Timenov.

Já Luciano Corrêa teve uma estréia bem mais difícil. Depois de uma luta muito dura e que só foi concluída a treze segundos do fim do tempo regulamentar, o meio-pesado brasileiro superou o bielorusso Igor Makmov. Depois, derrotou o chinês Ning Shao. Nas quartas-de-final, ele enfrentará o húngaro Daniel Hadfi.

Brasileiras na repescagem

No feminino, Edinanci Silva venceu sua primeira luta na categoria até 78kg. Para se classificar para a segunda fase, Edinanci derrotou a camaronesa Thris Okodombe por ippon. Na segunda luta, a brasileira derrotou a russa Vera Moskalyuk, também por ippon. Porém, nas oitavas-de-final, ela perdeu para a japonesa Sae Nakazawa, por yuko. Agora, ela aguarda sua adversária na repescagem.

Priscila Marques chegou à respescagem, pois a chinesa para quem perdeu se classificou para as semifinais. Priscila não tem mais chance de brigar pelo ouro, mas ainda pode conquistar o bronze, assim como Edinanci. Na primeira luta da repescagem, Priscila derrotou a judoca da Mongólia, Dor Tserenkhand, por ippon.

Os cinco primeiros colocados de cada categoria garantem vaga para seus países nas Olimpíadas de Pequim, em 2008. João Gabriel e Luciano já conquistaram a vaga para o Brasil em suas respectivas categorias. Se chegarem à final do mundial, a vaga será deles.