A seleção brasileira feminina de vôlei conquistou neste domingo o seu nono título do Grand Prix. A campanha irretocável na fase final, disputada em Sapporo, no Japão, foi selada com a vitória sobre a China por 3 sets a 0, com parciais de 25/15, 25/14 e 25/20, em 1 hora e 13 minutos.

Antes desta edição do Grand Prix, o Brasil já havia sido campeão em 1994, 1996, 1998, 2004, 2005, 2006, 2008 e 2009 e 2013. E dessa vez a conquista veio com uma campanha praticamente perfeita, com oito vitórias e apenas uma derrota na fase classificatória e cinco triunfos na etapa decisiva, sem sequer perder um set.

Agora, as brasileiras vão participar do Campeonato Sul-Americano, no Peru, marcado para o período entre 16 e 23 de setembro. A competição será classificatória para a Copa dos Campeões e o Mundial de Vôlei de 2014.

Neste domingo, o Brasil entrou em quadra precisando vencer apenas dois sets, mas fez mais do que isso, sem dar qualquer chance de reação para as chinesas. A oposto Sheilla foi a maior pontuadora do confronto com 18 acertos (15 de ataque, um de bloqueio e dois de saque). As ponteiras Fernanda Garay e Gabi também tiveram boas atuações, com 14 e 12 pontos, respectivamente. Já a levantadora Dani Lins foi eleita a melhor jogadora do duelo.

“O Grand Prix é uma competição cansativa, mas estou feliz pelo trabalho bem feito e pelo título. Vencemos todos os jogos na fase final por 3 sets a 0. Sabíamos que tínhamos que ganhar o jogo. Quando acabou o segundo set, vibramos um pouco, mas o Zé Roberto pediu concentração para fecharmos a partida. É muito bom ganhar esse título pela nona vez. O terceiro set foi difícil, mas deu tudo certo”, disse Dani Lins.

Já Sheilla destacou a campanha impecável do Brasil na fase final do Grand Prix. “Ganhamos todos os jogos da fase final por 3 sets a 0. O time se comportou muito bem em todo o campeonato. A China mudou o time para jogar contra nós, mas nos adaptamos e vencemos o jogo. Cumprimos o nosso papel”, afirmou.

A oposto avaliou que na etapa decisiva do Grand Prix reencontrou a sua melhor forma. “Acho que estou aos poucos voltando a minha forma. Foi bom que voltei a jogar bem na fase final. Estou feliz pela atuação do time inteiro. Tivemos muita maturidade na etapa decisiva”, afirmou.

A seleção brasileira começou a partida deste domingo com Dani Lins, Sheilla, Fernanda Garay, Gabi, Fabiana e Thaísa, além da líbero Fabi como titulares. E durante o duelo o técnico José Roberto Guimarães promoveu as entradas de Michelle e Juciely.

Com ótimo desempenho no bloqueio, o Brasil abriu 7/1 logo no começo da partida e foi ao segundo tempo técnico com uma vantagem de oito pontos (16/8). Assim, sem qualquer dificuldades, a seleção, liderada por Sheilla, fechou o primeiro set em 25/15.

As chinesas esboçaram equilibrar o segundo set, mas após fazer 9/7, o Brasil deslanchou, novamente com destaque para Sheilla, e abriu cinco pontos – 16/11 – na segunda parada técnica. O segundo set foi fechado em 25/14, com um ataque de Thaísa, já garantindo o título do Grand Prix.

Campeãs antecipadamente, as brasileiras sofreram no começo do terceiro set, quando as chinesas abriram 11/7. Mas logo a seleção do Brasil assumiu o controle do jogo e virou o placar para 16/13. Assim, fechou a parcial em 25/20 e o jogo em 3 sets a 0, selando a conquista do nono título do Grand Prix pela seleção brasileira feminina de vôlei.