O mar próximo a Bahia não foi favorável ao Brasil 1, que está participando da regata Volvo Ocean Race, atualmente percorrendo o trajeto Rio de Janeiro/Baltimore (EUA). O Brasil 1 teve problemas nesta altura da competição, que do segundo lugar na quinta perna, retornou à última colocação na manhã de ontem. O Brasil é comandado por Torben Grael.

Nuvens carregadas de chuva, e uma calmaria na madrugada desta terça-feira, não permitiram que o barco brasileiro – embora tentasse inúmeras manobras – acompanhasse o barco espanhol Movistar, que está liderando a competição.

Toda a flotilha foi atingida pelo estado climático na costa da Bahia, que registrou muitas mudanças na posição dos barcos. Piratas do Caribe, o menos prejudicado, manteve-se na segunda posição. Já o ABN2, que conseguiu fugir da calmaria baiana, está em terceiro. Os profissionais holandeses do barco ABN1 – favorito da regata – caiu para a quarta posição.

Brasil na 2ª edição da Volvo Ocean Race

Após o sucesso obtido pelo barco Brasil 1 na edição 2005/2006, o Brasil poderá voltar a participar da 2.ª edição da regata. Esse desejo foi manifestado por Enio Ribeiro e Alan Adler.

O diretor do Brasil 1, explicou que manteve contatos com outras equipes que participam desta edição, e todos confirmaram interesse em continuar na regata.

Porém, o formato da Volvo Ocean Race ainda não foi definido. É preciso discutir e decidir se a competição continuará a ser quadrienal, como nessa sua primeira edição.

Os comandantes e tripulantes consideraram a parada no Rio de Janeiro como a melhor e oportuna até agora.