O Bragantino conquistou um empate heroico, na tarde deste sábado, pela quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Após sair perdendo por 2 a 0, o time paulista mostrou garra e arrancou um empate contra o Náutico, por 2 a 2, em pleno Estádio dos Aflitos, em Recife.

O resultado acabou sendo ruim para os dois lados. O Náutico, além de perder pontos preciosos em casa, continua na parte debaixo da tabela, com apenas cinco pontos. Por outro lado, o Bragantino segue sem saber o que é vitória e amarga a penúltima colocação, com apenas dois pontos.

O Náutico não deu muito tempo para o Bragantino sentir a partida. Logo no primeiro minuto, o time da casa abriu o placar. O lateral-esquerdo Aírton cobrou falta pela meia direita e o goleiro Gilvan não segurou. No rebote, o atacante Rogério bateu

cruzado, no canto direito do goleiro.

O time da casa poderia ter ampliado o placar ainda no primeiro tempo, mas não acertou a pontaria. O segundo gol, porém, veio na segunda etapa. Aos seis minutos, o volante Derley fez bela jogada e encontrou Kieza na entrada da área. Ele teve tranquilidade para tocar na saída do goleiro Gilvan.

Superior, o Náutico perdeu chance clara de ampliar com Kieza, aos 19 minutos. O castigo veio dois minutos depois. Aos 21, o lateral Andrezinho cruzou da direita, a zaga afastou muito mal e o atacante Juninho Quixadá mandou para o gol, descontando o placar. E, quando todos já esperavam por vitória pernambucana, o atacante Bruno acertou um belo chute no ângulo esquerdo do goleiro Glédson e deixou tudo igual, aos 45 minutos.

Na próxima terça-feira, às 19h30, o Náutico volta a campo para o duelo pernambucano contra o Salgueiro, no Estádio Ademir Cunha, em Paulista (PE). Enquanto isso, o Bragantino busca a reabilitação contra o Vila Nova, no mesmo dia, às 21h50, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Brangança Paulista.

 

FICHA TÉCNICA:

Náutico 2 x 2 Bragantino

Náutico – Glédson; Peter, Marlon, Ronaldo Alves e Aírton; Everton (Hélder), Derley, Elicarlos e Eduardo Ramos; Kieza (Alexandro) e Rogério (Daniel Caiçara). Técnico: Waldemar Lemos.

Bragantino – Gilvan; Júnior Lopes, Carlinhos e Felipe (Léo Jaime); Andrezinho, Murilo Henrique, Mineiro, Diego e George (Felipe Moreira); Juninho Quixadá e Luís Mário (Bruno). Técnico: Marcelo Veiga.

Gols – Rogério, a 1 minuto do primeiro tempo; Kieza, aos 6, Juninho Quixadá, aos 21, e Bruno, aos 45 minutos do segundo.

Árbitro – Claudio Francisco Lima e Silva (SE).

Cartões amarelos – Kieza, Peter, Júnior Lopes, Carlinhos, George, Gilvan, Diego e Andrezinho.

Renda – R$ 58.230,00.

Público – 5.022 pagantes.

Local – Estádio dos Aflitos, em Recife (PE).