enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Botafogo vence Figueirense por 1 a 0 na Copa do Brasil

Parecia um jogo de início de temporada. Lentidão, falta de intensidade e um clima de irrelevância. Mas Botafogo e Figueirense faziam um importante duelo pela terceira fase da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Com as equipes “desligadas” depois da pausa para a Copa das Confederações, a partida se arrastou para um sonolento 1 a 0 a favor dos alvinegros cariocas.

“Pelo tempo que nós ficamos parados (25 dias), foi bom. Sentimos um pouco. Poderíamos ter vencido por mais gols”, lamentou o volante Marcelo Mattos.

Mas a verdade é que os botafoguenses devem erguer as mãos para o céu. Se não fosse uma noite absolutamente infeliz do atacante Rafael Costa, os catarinense teriam deixado o Sul Fluminense com pelo menos um empate com gols, que seria excepcional para a partida da volta, dia 24, em Florianópolis.

Mas os cariocas aceitam de bom grado a vitória magra, sem sofrer gols como mandante, que lhes dá a possibilidade de avançar para a próxima fase até com derrota por um gol, se anotar nos domínios rivais.

O gol do Botafogo foi marcado por Rafael Marques, em participação típica de centroavante, com desvio de cabeça, no primeiro tempo. Antes perseguido, o jogador hoje consolidou-se na posição a ponto de o clube estar disposto a negociar o mais jovem Bruno Mendes.

“A movimentação da equipe passou a me favorecer e os companheiros estão me ajudando nesse bom momento”, comentou Marques, que foi o melhor em campo, também participando intensamente na marcação defensiva.

Nos primeiros minutos, os visitantes estiveram bem, equilibrando o jogo com uma postura agressiva e sem retranca. Mas com 20 minutos os anfitriões assumiram o controle do duelo. Com bom toque de bola no meio e marcação mais apertada, controlaram as ações e evitaram contra-ataques do adversário.

Aos 28, Lodeiro cobrou escanteio curto e recebeu próximo à área para cruzar na cabeça de Rafael Marques, que desviou o suficiente para anotar o gol do primeiro tempo. O Alvinegro poderia ter ampliado. Foram duas bolas na trave, as duas com toques de categoria. Na primeira, Vitinho chutou colocado por sobre o goleiro Tiago Volpi, que desviou. No minuto final, Seedorf recebeu livre e tentou o toque por cobertura. A trave salvou os catarinenses mais uma vez.

O segundo tempo trouxe um jogo ainda mais sofrível, sem técnica e de poucas oportunidades. Algumas foram claras, porém. Rafael Costa perdeu duas chances absurdas e Vitinho também deixou para trás a oportunidade de construir uma vantagem maior, ao finalizar mal na pequena área.

GOIÁS VENCE – Também nesta quarta-feira, o Goiás praticamente definiu sua classificação para a próxima fase ao vencer facilmente o ABC no Serra Dourada. Amaral, Renan Oliveira e Walter marcaram os gols do time goiano, que fez 3 a 0 e pode até perder por três gols de diferença, desde que também marque um, na partida de volta, dia 17, no Frasqueirão.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 1 X 0 FIGUEIRENSE

BOTAFOGO – Jefferson; Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro (Renato) e Seedorf; Vitinho (Sassá) e Rafael Marques. Técnico – Oswaldo de Oliveira.

FIGUEIRENSE – Tiago Volpi; André Rocha, Douglas, Thiego e Wellington Saci; Nem (Bruno Pires), Luan, Maylson (Tchô) e Rodrigo; Ricardinho (Pablo) e Rafael Costa. Técnico – Adilson Batista.

GOLS – Rafael Marques, aos 28 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Guilherme Ceretta de Lima (SP).

CARTÃO AMARELO – Thiego (Figueirense).

RENDA – R$ 14.985,00.

PÚBLICO – 704 pagantes (1.262 presentes).

LOCAL – Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas