enkontra.com
Fechar busca

De Letra

Botafogo vence clássico por 3 a 0 e afunda o Vasco

No primeiro clássico disputado em Volta Redonda após a interdição do Engenhão, o Botafogo não teve pena do Vasco e aplicou 3 a 0, na noite desta quarta-feira, afundando o rival na tabela da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Com o resultado, os botafoguenses praticamente sepultaram as chances de classificação dos rivais, na lanterna do Grupo A.

Agora, o time de São Januário tem chances meramente matemáticas porque, com somente mais três jogos e um ponto conquistado, está oito pontos atrás do segundo colocado Botafogo, que tem mais quatro partidas.

A derrota do Vasco pode ser atribuída em parte às falhas do goleiro Alessandro. Os dois primeiros gols do Botafogo saíram de rebotes dele e, aos 16 minutos do segundo tempo, o goleiro foi expulso depois de cortar com a mão uma bola fora da área.

Os times não se reencontravam desde a decisão da Taça Guanabara, quando o Botafogo conquistou o título com a vitória por 1 a 0. Desde então, contando com a final, o Vasco amarga cinco jogos sem vitória. “É inexplicável, mas temos de erguer a cabeça”, disse o zagueiro Dedé sobre a fase atual da equipe.

O JOGO – Choveu muito antes da partida. Com o gramado encharcado e muitas poças, os jogadores de ambos os times sofreram para criar jogadas. Ainda assim, os botafoguenses, sem o suspenso Seedorf, dominaram o jogo desde o início. A primeira chance foi aos 8 minutos com Fellype Gabriel, que no rebote após cobrança de volta bateu de primeira. A bola passou perto e saiu.

Aos 37, um lance bizarro quase resultou em gol do Botafogo. Lodeiro entrou com a bola na área e tocou, mas o passe foi curto. Renato Silva tentou tirar da área e bateu forte, mas a bola bateu em Dedé e foi na direção do gol – Alessandro defendeu de cabeça. No rebote, Lodeiro bateu e o goleiro defendeu com o peito.

O gol botafoguense não demorou a sair na segunda etapa. Aos 7, após cobrança de escanteio, Bruno Mendes desviou de cabeça e Alessandro espalmou para a pequena área: Rafael Marques só precisou acertar a bola para marcar seu segundo gol com a camisa do Botafogo.

Cinco minutos depois, Julio Cesar cruzou na área e Alessandro, sozinho, espalmou para o meio da área; Lodeiro, de primeira, acertou o ângulo: 2 a 0. O Vasco só conseguiu criar sua primeira chance de perigo um minuto depois, mas Tenorio e, depois, Eder Luis, pararam nas boas defesas de Jefferson.

Aos 16, Alessandro sacramentou a noite infeliz. Após lançamento, Bruno Mendes tocou para tirar a bola do goleiro, que, fora da área, tocou com a mão para evitar a conclusão da jogada. Cartão vermelho direto. Por sorte, o técnico Paulo Autuori ainda tinha a última substituição: colocou o goleiro Michel Alves em lugar do atacante Tenorio.

O Botafogo completou a goleada aos 27. Rafael Marques cruzou na área, Bruno Mendes não conseguiu dominar e Fellype Gabriel mandou para o gol.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 0 x 3 BOTAFOGO

VASCO – Alessandro; Nei, Dedé, Renato Silva e Yotún; Sandro Silva, Wendel (Bernardo), Fellipe Bastos e Carlos Alberto; Eder Luis (Pedro Ken) e Tenorio (Michel Alves). Técnico: Paulo Autuori.

BOTAFOGO – Jefferson; Lucas (Edilson), Bolívar, Dória e Julio César; Marcelo Mattos, Gabriel, Fellype Gabriel (Henrique) e Lodeiro; Rafael Marques (Vitinho) e Bruno Mendes. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

GOLS – Rafael Marques, aos 7, Lodeiro, aos 13, e Fellype Gabriel, aos 27 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Bolívar (Botafogo); Sandro Silva e Yotún (Vasco).

CARTÃO VERMELHO – Alessandro (Vasco).

ÁRBITRO – Luiz Antônio Silva Santos (RJ).

RENDA – R$ 111.570,00.

PÚBLICO – 5.476 pagantes.

LOCAL – Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas