O Botafogo continua sem vencer na série B. Ontem, no Caio Martins, o time alvinegro, que estreou com uma derrota para o Vila Nova, por 2 a 1, empatou por 1 a 1 com o Avaí. Com o resultado, o Botafogo obteve seu primeiro ponto, enquanto a equipe catarinense passou a somar quatro. O gol alvinegro foi marcado por Dill, em cobrança de pênalti, no segundo tempo. Alexandre Silva abriu o marcador para o Avaí, na primeira etapa. O Botafogo jogou a maior parte da partida com um jogador a menos, já que o capitão alvinegro, o zagueiro Gilmar, recebeu o cartão vermelho aos 17 minutos do primeiro tempo. O Avaí teve um expulso, Fabrício, somente aos 30 da etapa final.

Embora o público não fosse tão numeroso como na partida contra o Goiás, a torcida alvinegra compareceu para dar uma força ao seu time. Inclusive, quem estava com ingressos do jogo passado pôde assistir ao jogo numa das arquibancadas que ficam atrás de um dos gols. O Botafogo começou a partida pressionando. Aos quatro minutos Renatinho cruzou da esquerda e Max Sandro cortou para escanteio, antes que o goleiro Gustavo alcançasse a bola, que era endereçada a Dill. Na cobrança, Sandro cabeceou com perigo.

O Avaí foi com perigo ao ataque pela primeira vez aos 13 minutos: Abedi penetrou livre, após indecisão de Sandro, e tocou para Mazinho, que tentou encobrir Max e quase abre o marcador. A defesa alvinegra cometia erros seguidos e aos 26 minutos foi a vez de Renatinho, que deu chance a Mazinho quase marcar o primeiro gol do Avaí. Mais quatro minutos, Max salvou o Botafogo, atirando-se aos pés de Brenner. Aos 32, o time alvinegro respondeu, com Camacho chutando forte, mas nas mãos de Gustavo.

A primeira oportunidade de gol na etapa final foi do Avaí, com Mazinho chutando com perigo, aos três minutos. Aos seis, Brenner perdeu gol feito, permitindo que Max conseguisse pegar a bola a tempo. Quatro minutos depois, Leandrão se jogou na entrada da área, numa entrada de Max Sandro, mas o árbitro marcou pênalti. Aos 12, Dill cobrou e empatou o jogo. No minuto seguinte, Reinaldo chutou forte e assustou Max. Aos 20, Renatinho chutou forte da esquerda, mas Gustavo defendeu com firmeza. O time catarinense tinha maior presença no ataque e ainda contava com os constantes erros de passes do Botafogo nas saídas de bola da defesa.

Aos 28, em contra-ataque, Túlio chutou de fora da área nas mãos do goleiro do Avaí. Dois minutos depois, Fabrício, que já tinha um cartão amarelo, tentou forjar um pênalti e acabou sendo expulso. Aos 34, Almir teve boa chance, mas chutou por cima. Dois minutos depois, Fábio chutou de dentro da área a bola bateu na mão do Alexandre Silva, mas o árbitro entendeu que não houve intenção do jogador do Avaí de cometer a infração.

Botafogo 1×1 Avaí

Botafogo: Max, Márcio Gomes (Leandrão), Sandro, Gilmar e Renatinho; Fernando, Túlio, Almir, Camacho (Daniel) e Valdo; Dill (Fábio). Técnico: Levir Culpi.

Avaí: Gustavo, Maricá, Max Sandro, Marcão e Fábio Vidal; Alexandre Silva, Mancuso, Abedi (Reinaldo) e Mazinho; Luciano (Fabrício) e Brenner (Marco Túlio). Técnico: Lula Pereira. Gols: Alexandre Silva aos 40 do 1.º tempo; Dill aos 12 do 2.º tempo.