Quatro rodadas sem vitórias derrubaram o Botafogo do grupo dos quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. A meta traçada pela comissão técnica é que o time orbite a zona de classificação para a Copa Libertadores da América durante toda a competição e tente uma arrancada nas rodadas finais rumo ao título. Um passo de cada vez é a receita e mais um tem que ser dado nesta quarta-feira, às 19h30, contra o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

O clube alvinegro tenta a terceira vitória consecutiva, que pode recolocá-lo no G-4 – atualmente é o sexto, com 22 pontos. O adversário promete ser perigoso. O time catarinense não vence há seis rodadas, depois de um bom início, e precisa da vitória em seus domínios. Por outro lado, a pressão pelo resultado pode facilitar a missão botafoguense.

“Precisamos saber explorar esse fato e aproveitar uma possível insatisfação do torcedor deles. Isso já aconteceu com a gente, quando o Avaí tentou se aproveitar disso”, comentou o técnico Caio Júnior, em referência à vitória por 2 a 1 sobre o rival do Figueirense, na qual existia grande pressão sobre o treinador.

Um trunfo a favor da equipe carioca é a repetição inédita da escalação que derrotou o Cruzeiro, na última rodada. Caio conta muito com a presença de Loco Abreu, autor do único gol daquele jogo, e com uma melhora de rendimento de Renato para chegar ao triunfo.