O Botafogo jogou bem e venceu o Cruzeiro por 4 a 1, na noite desta quinta-feira (1/11), no Engenhão, no Rio. O resultado beneficiou os adversários do time mineiro envolvidos diretamente na luta por vagas na Taça Libertadores da América de 2008, como Santos e Flamengo. Para a equipe carioca, a vitória foi uma resposta dos atletas ao pedido do técnico Cuca – que o Botafogo termine de forma honrosa o Campeonato Brasileiro.

O time carioca, agora em 9.° lugar, com 49 pontos, e ainda tem chances matemáticas de se classificar para a Libertadores. Já o Cruzeiro permaneceu em 5.°, com 54 pontos.

O Botafogo começou a partida em ritmo forte e abriu o placar logo aos 5 minutos, com um chute de primeira de Dodô. Apesar de melhor em campo, o Botafogo cedeu o empate após boa jogada de Wagner e a finalização de Guilherme.

O Cruzeiro mal teve tempo de comemorar. Num chute de fora da área, com estilo, Túlio devolveu a vantagem ao time da casa e marcou um golaço, no ângulo, na sua volta à equipe. Ele cumprira dois meses de suspensão imposta pela justiça desportiva por agressão a Leandro, do São Paulo.

Ainda no primeiro tempo, Joilson foi feliz em outra finalização, da entrada da área, num lance que teve origem numa cobrança de escanteio.

Com 3 a 1, o Botafogo iniciou a etapa final tocando mais a bola e buscando os contra-ataques.

O Botafogo ainda esteve por marcar de novo, com Lúcio Flávio, antes de Juninho tabelar com Dodô na área e concluir sem defesa para o goleiro Fábio. O quarto gol do adversário deixou atônito o Cruzeiro, que passou a errar passes e a demonstrar descontrole não conseguindo reagir.