A Fórmula Mundial estreou este fim de semana, em Monterrey, um novo formato de classificação que será usado apenas na etapa mexicana. O treino classificatório foi dividido em três partes. Nas duas primeiras, os pilotos foram divididos em dois grupos e os cinco mais rápidos participaram da terceira, definindo os dez primeiros no grid provisório. Os outros pilotos completaram o grid a partir da décima primeira posição, de acordo com os tempos marcados nas duas primeiras partes.
 
O mais rápido nesta sexta-feira, o francês Sebastien Bourdais (Newman/Haas), conquistou 1 ponto no campeonato e garantiu uma vaga na segunda metade da classificação de sábado. Além dele, estarão na pista os 9 mais rápidos da primeira metade. Estes 10 pilotos irão brigar pela pole position.
 
O brasileiro Mario Haberfeld (Polibrasil/Liofol/Henkel/SOS Mata Atlântica/Ellus/X-Treme) foi o quinto mais rápido na segunda parte desta sexta-feira, mas bateu na proteção de pneus no final do treino. “Eu estava no limite do limite, e o carro acabou saindo de traseira e eu acabei rodando, danificando os pneus, que seriam usados na classificação seguinte”, explicou o piloto da Walker Racing, que ficou de fora da terceira parte do treino. “Então, achamos melhor nem sairmos, porque como precisávamos colocar pneus novos, eu iria ficar com apenas um jogo amanhã na classificação, que será a definitiva, enquanto os outros teriam dois jogos”, contou. “Achamos melhor usar os dois jogos amanhã, durante a meia hora em que se classificarão os nove pilotos mais o pole de hoje, totalizando 10. E eu pretendo estar entre eles. E, se o meu carro estiver como estava hoje, eu acho bem provável que isso aconteça”, completou.
 
Mario ficou muito satisfeito com o dia em Monterrey. “O carro se comportou bem durante todos os treinos e é muito animador quando sentimos que estamos no caminho certo”, disse. O brasileiro foi o sexto mais rápido no primeiro treino livre de hoje, mas seu tempo acabou não sendo registrado porque foi marcado na última volta, quando Rodolfo Lavin (Forsythe) provocou uma bandeira vermelha. Apesar do tempo não ter sido registrado, serviu para dar mais confiança ao piloto e toda a equipe Walker. “Estamos bastante confiantes e prontos para fazer uma boa classificação amanhã, e poder retribuir um pouco do carinho dos fãs mexicanos, que contagiam o ambiente com a sua alegria e empolgação”, comentou Haberfeld.
 
O piloto disse que pista melhorou durante o dia. “A pista estava bem escorregadia de manhã, e melhorou muito na parte da tarde, sendo que mesmo sem termos mexido muito no acerto do carro, melhoramos quase 2 segundos de manhã para a tarde”. Mario Haberfeld espera fazer uma boa corrida no domingo, principalmente pelo fato da pista combinar com seu estilo de pilotagem. “A pista de Monterrey é bem larga, com curvas bem técnicas e desafiadoras, bem do jeito que eu gosto”, finalizou o paulista, que ocupa a nona posição no campeonato, com 13 pontos.
 
O segundo treino livre para o GP de Monterrey acontece neste sábado, às 12h, e o classificatório, que define o grid de largada e vale 1 ponto no campeonato, às 15h45. A prova está marcada para às 17h de domingo, com transmissão ao vivo pela Rede TV! (horários de Brasília).