A eleição para escolher o novo presidente do Corinthians e 200 novos conselheiros foi marcada por um clima de paz entre os candidatos e muita festa do lado de fora do ginásio onde ocorreu a votação. Os candidatos, na ânsia de tentar conseguir alguns votos extras, usaram e abusaram da criatividade e protagonizaram momentos curiosos no Parque São Jorge.

Centenas de pessoas distribuíram papéis, os chamados santinhos, para quem estava no clube. Muitos deles deram também presentes para quem passava pela frente. Canecas, camisetas, canetas, agenda, chaveiro, adesivos, broche, dentre outras lembranças.

E valia tudo para chamar a atenção. Algumas pequenas bandas foram espalhadas pelo clube e tocaram o hino do clube e alguns jingles de candidatos. Até um robô gigante apareceu dançando no meio das pessoas que tentavam chegar ao local da votação.

Andrés Sanchez, Antonio Roque Citadini, Felipe Ezabella, Paulo Garcia e Romeu Tuma Júnior chegaram na votação por volta das 9h, quando teve início a disputa eleitoral. Os cinco ficaram próximo da entrada de onde passam os associados e ficaram pedindo votos. Quatro deles chegaram a posar juntos para uma foto. Citadini não quis participar.

Vale ressaltar, porém, que apesar das disputadas jurídicas entre os candidatos nos últimos dias, o clima entre eles foi de cordialidade. Até as 15h, tinham votado 3.355 associados. A expectativa é a de que o número total chegasse em 4 mil.

A eleição ocorre até as 17h e a expectativa é que até as 18h seja conhecido o nome do novo presidente do clube, que ficará no cargo até novembro de 2020.