O técnico Raimundo Nonato da Silva, mais conhecido como Bobô, não resistiu à quarta derrota do Bahia (3 a 1 para o Paraná) na última rodada do brasileiro e pediu demissão. O veterano Evaristo de Macedo foi “convocado” mais uma vez pela direção do Bahia para tentar tirar o time da incômoda vice-lanterna do torneio. O retorno de Evaristo é controverso, pois na última passagem pelo Bahia, no início de 2002, quando teria acertado a renovação do seu contrato, mudou de idéia e foi dirigir o Vasco. Na ocasião o presidente do Bahia, Marcelo Guimarães, disse que o treinador não tinha “caráter” e nunca mais iria trabalhar no clube.

Ontem o mesmo Guimarães ligou para Evaristo e acertou seu retorno. “Nesse momento precisamos de um treinador de ponta”, resumiu. Evaristo já vai comandar o Bahia, amanhã, na partida contra o Vasco em São Januário, valendo uma vaga para a próxima fase da Copa do Brasil. O Bahia precisa apenas de um empate para eliminar o Vasco.