São Paulo – Nick Heidfeld, da BMW Sauber, foi a surpresa do segundo dia de testes coletivos da F1 em Sakhir, no Bahrein. Nove das 11 equipes da categoria participam das sessões, que só terminam na semana que vem e são as últimas antes da abertura do mundial, dia 18 de março na Austrália.

O alemão registrou sua melhor volta em 1min30s469, deixando o bicampeão Fernando Alonso, da McLaren, na segunda posição a 0s756 -uma eternidade, tratando-se de F1.

?Foi uma simulação de treino de classificação, e por isso o tempo acabou sendo muito bom?, minimizou Heidfeld, sem querer assumir nenhum papel de possível surpresa do campeonato. Seu companheiro Robert Kubica ficou com o quinto tempo do dia.

A Ferrari, que fizera primeiro e segundo lugares na quinta, terminou o treino de ontem em sexto, com Kimi Raikkonen, e oitavo, com Felipe Massa. Nelson Piquet Jr., piloto de testes da Renault, foi o sétimo. Rubens Barrichello, da Honda, o nono.

A BMW já está trabalhando na sintonia fina de seus carros, com Kubica encarregado de testar diversos amortecedores e configurações aerodinâmicas. O time deve mesmo começar bem a temporada, porque não tem muitos problemas a resolver.

Algo que não acontece com a Honda, por exemplo, ainda às voltas com um crônico problema de falta de aderência na traseira de seus carros no meio das curvas.

Quem vem decepcionando é a Toyota, que de novo ficou lá atrás ontem. Ralf Schumacher foi o último colocado entre os 16 que treinaram.