Com menos de uma semana para o começo da Copa do Mundo, que será nesta quinta-feira com o duelo entre Brasil e Croácia, no Itaquerão, em São Paulo, o meia-atacante Bernard reconheceu que a seleção ainda tem detalhes a corrigir para o torneio. Ele prometeu, porém, em entrevista coletiva neste domingo, que a equipe conseguirá repetir as boas atuações que renderam o título da Copa das Confederações no ano passado.

“Tem detalhes para aprimorar, isso é natural. Ninguém chega pronto para a Copa do Mundo. Estávamos há muito tempo sem jogar juntos. Mas até a estreia, tudo vai estar 100%, tudo vai estar acertado. A seleção apresentará o mesmo futebol da Copa das Confederações, bem compactado e saindo forte”, disse o atacante.

Jogador mais jovem do grupo de convocados da seleção para a Copa, com apenas 21 anos, Bernard exaltou o grupo comandado pelo técnico Luiz Felipe Scolari. O jogador do time ucraniano Shakhtar Donetsk destacou o bom ambiente e garantiu que a equipe estará pronta para o torneio e repetirá o futebol que rendeu o título da Copa das Confederações no ano passado.

“É maravilhoso conviver em um grupo como esse, com todos felizes, brincando, mas também sabendo ser sério no momento certo, nos treinos”, disse. “Estão todos concentrados, se esforçando, sabendo da responsabilidade que temos nas mãos. Não é momento pra deixar cair e sabemos disso. Estão todos alegres e isso é importante. Se depender da união, estamos bem fortes para a Copa”, completou.

E Bernard não economizou palavras para elogiar o zagueiro David Luiz, a quem disse ter lhe recepcionado muito bem nas suas primeiras convocações para a seleção. “Foi um irmão, um pai, e diz que cuida de mim. Tenho um carinho grande por ele, é cara excepcional, tranquilo. No grupo, ele deixa todos alegres, sempre sorrindo, divertindo a todos. Precisamos de pessoas assim, de coração bom. Não tenho palavras para ele”, concluiu Bernard, satisfeito com a convivência na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), onde a seleção se prepara para a Copa.