O técnico Leonardo deve mesmo deixar o Milan ao término desta temporada. Nesta quinta-feira, o presidente da equipe e primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, criticou a teimosia do brasileiro e confirmou que ele não continuará no clube.

“Sim, ele está deixando o clube”, revelou Berlusconi ao jornal Corriere dello Sport. “Leo foi muito teimoso e o time está jogando muito mal. Mas ele ainda é uma boa pessoa e um bom técnico”, ponderou o dirigente.

Na semana passada, o vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, sugeriu que a permanência só dependia da vontade do próprio treinador. E Leonardo rebateu dizendo que ainda era cedo para falar sobre seu futuro.

O técnico brasileiro assumiu o comando do Milan em 2009. Depois de um início terrível de temporada, a equipe se encaixou e começou a demonstrar um bom futebol. Mas nos últimos meses, ela caiu novamente de produção. Além de ser eliminada pelo Manchester United na Liga dos Campeões, após perder as duas partidas, saiu da disputa pelo título do Campeonato Italiano.