O brasileiro Thomaz Bellucci se manteve na 36.ª posição do ranking da ATP, que foi atualizado nesta segunda-feira, um dia depois de saber que terá de enfrentar o espanhol Fernando Verdasco em sua estreia no Torneio de Acapulco, no México, em jogo agendado pata esta terça.

O tenista número 1 do Brasil permaneceu na mesma colocação que passou a ocupar na semana passada, quando subiu um posto em relação à semana anterior. E, mantido na 36.ª posição, Bellucci mira quebrar um tabu nesta terça. Contra Verdasco, atual nono colocado do mundo e cabeça de chave número 2 do ATP mexicano, ele tentará obter a primeira vitória de sua carreira diante de um top 10.

“Será um bom teste”, afirmou Bellucci, que perdeu os outros dois duelos que travou com Verdasco, em 2009, em Indian Wells, e 2008, em Montreal. Além do tenista da Espanha, o brasileiro já jogou contra outros sete top 10 e sempre foi derrotado.

Compatriota de Verdasco, Rafael Nadal segue tranquilo na liderança do ranking mundial, com 12.390 pontos, contra 7.965 do suíço Roger Federer, o segundo colocado. O sérvio Novak Djokovic vem logo atrás em terceiro, com 7.880 em meio ao top 10, que não sofreu nenhuma alteração de posição nesta segunda-feira.

RAONIC FAZ HISTÓRIA – Depois de ficar com o vice-campeonato do Torneio de Memphis, no último domingo, o jovem canadense Milos Raonic, de 20 anos, subiu 22 postos e apareceu nesta segunda na 40.ª posição do ranking mundial. Essa é a melhor colocação já atingida por um tenista do Canadá.

Com isso, Raonic ultrapassou assim a marca de Greg Rusedski, que alcançou a 41.ª posição em 1994. Porém, anos depois o ex-tenista se naturalizou britânico e nesta condição chegou até a ocupar um lugar entre os cinco melhores tenistas do mundo.

OUTROS BRASILEIROS – Se Bellucci se manteve em 36.º no ranking, Ricardo Mello subiu duas colocações e agora está em 78.º, enquanto Marcos Daniel caiu quatro postos e agora é o 97.º da ATP.

Já no ranking de duplas, os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares subiram uma posição e agora figuram juntos no sétimo lugar mesmo após a eliminação nas quartas de final do Torneio de Memphis. Com 590 pontos, eles se mantiveram na zona de classificação do ATP Finals, torneio que reunirá, em Londres, as oito melhores parcerias do ano.

 

Ranking da ATP, 21/2:

1.º Rafael Nadal (ESP), 12.390 pontos

2.º Roger Federer (SUI), 7.965

3.º Novak Djokovic (SER), 7.880

4.º Robin Soderling (SUE), 6.055

5.º Andy Murray (GBR), 5.760

6.º David Ferrer (ESP), 4.510

7.º Tomas Berdych (RCH), 4.270

8.º Andy Roddick (EUA), 3.735

9.º Fernando Verdasco (ESP), 3.140

10.º Jurgen Melzer (AUT), 2.865

11.º Mikhail Youzhny (RUS), 2.710

12.º Gael Monfils (FRA), 2.560

13.º Nicolas Almagro (ESP), 2.320

14.º Ivan Ljubicic (CRO), 2.145

15.º Stanislas Wawrinka (SUI), 2.125

16.º Mardy Fish (EUA), 2.121

17.º Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 1.975

18.º Viktor Troicki (SER), 1.670

19.º David Nalbandian (ARG), 1.655

20.º Marcos Baghdatis (CHP), 1.625

36.º Thomaz Bellucci (BRA), 1.150

78.º Ricardo Mello (BRA), 622

97.º Marcos Daniel (BRA), 544

125.º João Souza (BRA), 444

165.º Rogério Dutra Silva (BRA), 337

188.º Thiago Alves (BRA), 289