Vice-campeão em Houston recentemente, Thomaz Bellucci voltará a jogar na próxima semana. O brasileiro vai participar do Torneio de Barcelona, um ATP 500 disputado em quadras de saibro, e estreará diante do russo Karen Khachanov, de acordo com o que foi determinado a partir do sorteio da chave.

Bellucci é o número 53 do mundo, apenas um posição atrás do tenista russo, a quem nunca enfrentou no circuito mundial do tênis. E em caso de vitória, o brasileiro terá pela frente na segunda rodada o uruguaio Pablo Cuevas, o número 27 do mundo e que na última sexta-feira foi eliminado nas quartas de final do Masters 1000 de Montecarlo.

Outro brasileiro garantido na chave principal em Barcelona, Rogério Dutra Silva, o número 70 do mundo, vai estrear contra o argentino Renzo Oliva, o 93º colocado no ranking, a quem derrotou no confronto anterior, há dois anos, em um torneio de nível challenger em São Paulo. Se derrotá-lo novamente, vai ser o primeiro adversário do espanhol Rafael Nadal, número 7 do mundo e nove vezes campeão em Barcelona.

Convidado da organização, o britânico Andy Murray, o líder do ranking, vai estrear em Barcelona contra o tenista que avançar do duelo entre o australiano Bernard Tomic e o alemão Dustin Brown. Um possível encontro com Nadal só vai ocorrer na decisão.

O primeiro rival de Kei Nishikori, que foi campeão em 2014 e 2015 e vice em 2016, em Barcelona será o espanhol Marcel Granollers ou o tunisiano Malek Jaziri. E um confronto do número 5 do mundo com Nadal, para quem perdeu a final do ano passado, ocorreria nas semifinais.

O Brasil poderá, ainda, ter um terceiro representante no Torneio de Barcelona, pois Thiago Monteiro participa do qualifying. O cearense, número 80 do mundo, superou o checo Lukas Rosol (154º) neste sábado (6/3, 6/7 e 6/3) e disputará uma vaga na chave com o espanhol Jordi Samper-Montana (216º colocado no ranking).