Os brasileiros Thomaz Bellucci e João Souza, o Feijão, receberam uma ótima notícia nesta quinta-feira. Eles vão entrar direto na chave principal de Roland Garros, o segundo Grand Slam da temporada, a ter início no dia 24 de maio, em Paris.

Eles asseguraram vaga ao ficarem entre os 99 melhores do ranking, de acordo com a atualização da ATP desta segunda-feira. Feijão é o atual 74º do ranking, enquanto Bellucci é o 75º – apenas um ponto separam os dois melhores tenistas brasileiros de simples na atualidade.

Feijão disputará a chave principal do Grand Slam francês pela segunda vez na carreira – caiu na estreia em 2012. Bellucci vai competir na chave principal pela sétima vez. Seu melhor resultado é as oitavas de final de 2010, quando foi eliminado pelo espanhol Rafael Nadal, que conquistaria o título.

A lista masculina para Roland Garros tem, além dos 99 primeiros colocados da lista da ATP, cinco jogadores com ranking protegido: o argentino Juan Martín Del Potro, os alemães Tommy Haas e Florian Mayer, o checo Radek Stepanek e o sérvio Janko Tipsarevic. Voltando de lesão, Del Potro disputou apenas dois torneios neste ano. E ganhou duas partidas em Sydney e caiu na estreia no Masters de Miami.

A organização do torneio distribuiu seus oito convites para jogadores locais: Gilles Simon, Jo-Wilfried Tsonga, Gaël Monfils, Richard Gasquet, Adrian Mannarino, Jérémy Chardy, Julien Benneteau e Benoît Paire. Como todos estão dentro do Top 90, não haverá mudanças na lista final. A chave completa da competição, com 128 jogadores, será completada com 16 atletas que sairão do qualifying.

No feminino, apenas duas tenistas contam com ranking protegido: a norte-americana Bethanie Mattek Sands e a britânica Laura Robson. Além delas, estão garantidas as 106 primeiras colocadas do ranking da WTA desta semana. Número 130 do mundo, Teliana Pereira não entrará direto na chave principal, como aconteceu em 2014. A melhor brasileira da atualidade precisará passar pelo qualifying para entrar na principal disputa.