Favorito absoluto ao título, muito por causa de seu ranking mundial – 27.º lugar -, o paulista Thomaz Bellucci fez valer essa força, neste terça-feira, e derrotou com facilidade o eslovaco Ivo Klec, número 301 do mundo, por 2 sets a 0 – com parciais de 6/2 e 6/0, em apenas 59 minutos -, pela primeira rodada da etapa de São Paulo da Copa Petrobras, a última de uma série de seis torneios da série Challenger pela América do Sul.

Com bom público na quadra central da Sociedade Harmonia de Tênis, na zona sul de São Paulo, Bellucci ficou até surpreso com tanta facilidade. “Foi melhor do que eu esperava”, avaliou. “Consegui me impor desde o início, errei pouco e joguei sólido. O Klec é um jogador perigoso, que voleia bem, mas hoje consegui arrancar logo no início e me mantive à frente durante toda a partida”, completou.

O brasileiro volta à quadra já nesta quarta, a partir das 19 horas, para enfrentar o chileno Paul Capdeville, que venceu na primeira rodada o paulista Caio Zampieri por 2 sets a 0 – parciais de 6/3 e 6/4. “Também é um jogador perigoso, que joga bem neste tipo de quadra (saibro), mas se eu seguir jogando como hoje tenho boas chances de avançar às quartas”.

O retrospecto entre os dois é favorável ao brasileiro, que venceu todos os três confrontos. O último deles foi este ano, no Torneio de Santiago, e Bellucci venceu de virada, em um jogo emocionante, após anotar 5/7, 6/4 e 7/5 nas oitavas para mais tarde sagrar-se campeão do torneio no Chile.

Na partida anterior da quadra central, o gaúcho Marcos Daniel passou pelo paulista Tiago Lopes, um dos bons nomes da nova geração, com parciais de 6/1 e 7/5. “Finalmente me sinto livre das contusões. Preciso ainda recuperar a confiança. Então vitórias assim são importantes”, afirmou o experiente tenista, que enfrenta agora o chileno Nicolas Massu.

OUTROS JOGOS – A competição paulista está servindo de preparação para uma revelação do tênis brasileiro. Ainda juvenil, mas já com um título do Aberto da Austrália no currículo, o alagoano Tiago Fernandes, de 17 anos, quer ganhar experiência entre os mais velhos. E começou bem nesta terça ao derrotar o paulista Augusto Meirelles por 2 sets a 1 – parciais de 3/6, 7/5 e 6/0.

Atual 593.º do ranking mundial da ATP, já que participou de vários torneios do circuito profissional nesta temporada, ele agora enfrenta o experiente canhoto francês Nicolas Devilder, que saiu do qualificatório e eliminou o espanhol Albert Ramos Vinolas, cabeça de chave número 5, na última segunda.

Outro destaque foi o carioca Christian Lindell, de 18 anos, que joga pela Suécia. Atual número 445 do mundo, ele superou o paulista João Souza, o Feijão, cabeça 4 e 101 do mundo, por 2 sets a 1 – com parciais de 5/7, 6/2 e 6/3. “Eu e Feijão nos conhecemos muito bem, então eu sabia que seria disputado e que eu teria uma chance”, afirmou Lindell, que treina com Feijão sob o comando do técnico Ricardo Acioly.

Seu próximo adversário será o também paulista Thiago Alves, que passou pelo brasiliense Eládio Ribeiro Neto por 2 sets a 0 – com parciais de 6/4 e 6/3. “Não conheço o Thiago (Alves). Sei que ele é bastante experiente e ex-top 100. Jogo duro, mas se jogar como joguei antes, tenho chances”.

O paulista Ricardo Hocevar foi outro que conseguiu excelente resultado em seu jogo de estreia em São Paulo ao aplicar um duplo 6/2 sobre o espanhol Ruben Ramirez Hidalgo, o cabeça 2 do torneio. Seu adversário nas oitavas será Rogério Dutra Silva. Outro brasileiro que avançou foi o paulista Júlio Silva, que em menos de uma hora eliminou o paraguaio Ramón Delgado também com um duplo 6/2. Na próxima rodada ele encara o português Rui Machado.