enkontra.com
Fechar busca

De Letra

3 a 0

Bayern ganha de novo do Barça e faz final com Borussia

É a primeira vez que haverá final entre dois times alemães na Liga

A Liga dos Campeões da Europa terá uma final alemã pela primeira vez na história. Um dia depois do Borussia Dortmund eliminar o Real Madrid numa das semifinais, o Bayern de Munique fez o mesmo com o Barcelona nesta quarta-feira, ao ganhar por 3 a 0 no Camp Nou, e também se classificou para a decisão. Assim, os dois rivais da Alemanha vão se enfrentar no dia 25 de maio, no Estádio de Wembley, em Londres, na Inglaterra, para definir o título continental.

Enquanto o Borussia Dortmund sofreu para ficar com a vaga, depois de perder para o Real Madrid por 2 a 0 na terça-feira – avançou graças à vitória no jogo de ida por 4 a 1 -, o Bayern de Munique não teve dificuldades para chegar à final da Liga dos Campeões pela segunda temporada seguida. Como tinha vencido por 4 a 0 na Alemanha, tratou de administrar a enorme vantagem nesta quarta em Barcelona e controlou as ações da partida, conseguindo ganhar novamente.

Será apenas a quarta vez na história que a Liga dos Campeões terá uma final entre dois times do mesmo país. Em 2000, o Real Madrid bateu o Valencia. Em 2003, o Milan superou a Juventus. E em 2008, o Manchester United ganhou do Chelsea. Dessa vez, a disputa reúne dois representantes da Alemanha: o Borussia Dortmund foi campeão alemão nas duas últimas temporadas, enquanto o Bayern de Munique já faturou o título antecipado do campeonato atual.

Para o Bayern de Munique, será a chance de se redimir da temporada passada, quando teve a sorte de fazer a final da Liga dos Campeões em seu estádio – o palco da decisão foi definido antes do início da competição – e acabou perdendo para o Chelsea. Além disso, pode conquistar seu quinto título na história (ganhou em 1974, 1975, 1976 e 2001). Já o Borussia Dortmund espera repetir o feito inédito de 1997 e levantar o troféu continental pela segunda vez.

DECISÃO TRANQUILA – Antes mesmo de começar o jogo desta quarta-feira no Camp Nou, a missão do Barcelona ficou ainda mais complicada, com a surpreendente notícia de que o astro argentino Messi iria para o banco de reservas. Fora das melhores condições físicas, depois de ter sofrido uma contusão muscular, o melhor jogador do mundo não pôde ajudar a equipe espanhola no desafio de reverter a enorme desvantagem. E ele não entrou um minuto sequer em campo.

Messi sofreu a lesão no dia 2 de abril e voltou a jogar justamente na semana passada, quando o Barcelona foi goleado em Munique e ele teve uma atuação apagada. No último sábado, o argentino entrou em campo no segundo tempo do empate com o Athletic Bilbao, pelo Campeonato Espanhol, e teve tempo de marcar um gol. Mas ficou apenas no banco de reservas nesta quarta-feira, olhando resignado a eliminação de sua equipe na semifinal da Liga dos Campeões.

Sem contar com Messi, o Barcelona não teve força ofensiva para ameaçar o Bayern de Munique. O técnico Tito Vilanova optou por armar o ataque com Pedro, Fábregas e David Villa, mas não conseguia assustar o goleiro Neuer. Além de exercer uma ótima marcação, anulando a famosa troca de passes do adversário, o time alemão ainda levava perigo quando puxava o contra-ataque. Chegou até a ter oportunidade de abrir o placar no primeiro tempo, sem sucesso.

No segundo tempo, havia a expectativa de que o Barcelona pudesse voltar para campo com Messi, o que daria alguma esperança aos quase 90 mil torcedores que lotaram o Camp Nou. Mas o astro argentino continuou sentado no banco de reservas. Aí, o Bayern de Munique aproveitou para conseguir a vitória. E o primeiro gol saiu logo aos dois minutos, quando o atacante holandês Robben driblou o lateral brasileiro Adriano e chutou cruzado, marcando um golaço.

O primeiro gol definiu o confronto, desanimando definitivamente o Barcelona. Tanto que Vilanova começou a substituir seus principais jogadores, tirando Xavi e Iniesta, e manteve Messi no banco. Diante de um rival já batido, o Bayern de Munique, mesmo poupando alguns titulares, aproveitou para aumentar o placar. O segundo gol saiu aos 26 minutos, quando o atacante francês Ribery cruzou para dentro da área e o zagueiro espanhol Piqué marcou contra.

Para fechar a incrível performance nesse confronto com o poderoso Barcelona, o Bayern de Munique ainda fez mais um gol. Aos 30 minutos, Ribery fez outra boa jogada pela esquerda e cruzou para o atacante alemão Thomas Müller marcar de cabeça. Assim, depois de fazer 7 a 0 no placar agregado da semifinal, o desafio agora é a final contra o Borussia Dortmund, o que promete provocar uma verdadeira invasão alemã em Londres no dia 25 de maio.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas