San Juan

– Ganhar dos Estados Unidos no basquete é missão das mais complicadas. E quando entra em quadra o famoso Dream Team, dos profissionais da NBA, a missão torna-se impossível. Ou quase. Com o lema de que ninguém é imbatível, a seleção brasileira estréia no 11.º Torneio das Américas, o Pré-Olímpico de San Jaun, em Porto Rico há três vagas para Atenas em disputa , diante dos americanos, às 23h (de Brasília), prometendo surpreender.

“Eles são os favoritos ao título, mas vamos jogar de igual para igual. Sabemos da força deles e também temos consciência do nosso potencial. Vamos jogar para ganhar e acho que podemos surpreender”, disse o ala Guilherme, destaque do time na conquista do ouro no Pan-Americano de Santo Domingo. O Brasil está no Grupo B, ao lado de EUA, Ilhas Virgens, República Dominicana e Venezuela.

Para o duelo contra os EUA, o técnico Lula ganhou o reforço de Leandrinho e Nenê e ainda recebeu a boa notícia de que o rival não contará com o experiente pivô Karl Malone, dispensado por causa da morte da mãe.

Esbanjando confiança, Lula comemorou quando soube que o primeiro rival em San Juan seria a equipe americana. “Começar jogando contra os Estados Unidos é uma vantagem, porque eles não disputaram torneios com todos os jogadores. Como a primeira partida é sempre complicada, e eles costumam crescer durante a competição, será uma grande chance de ter uma boa estréia.”

Outros jogos

Argentina x México; Venezuela x República Dominicana e Uruguai x Porto Rico.

Desfalque na véspera

San Juan, Porto Rico

– O “dream team” dos Estados Unidos sofreu um desfalque um dia antes do começo do Pré-Olímpico de basquete masculino, em San Juan, Porto Rico. O ala-pivô Karl Malone, do Los Angeles Lakers, pediu dispensa da seleção norte-americana, por causa da morte de sua mãe, e será substituído por Kenyon Martin, do New Jersey Nets.

A seleção dos Estados Unidos estréia no Pré-Olímpico justamente contra o Brasil, hoje, a partir das 23h (de Brasília). Grande favorito ao título da competição e também a uma das ftrês vagas das Américas para a Olimpíada de Atenas, o dream team norte-americano terá grandes estrelas da NBA, como Tim Duncan, Allen Iverson, Tracy Mcgrady, Jason Kidd e Vince Carter.