Desclassificado do GP da Austrália por ter deixado os boxes do circuito de Albert Park com a luz vermelha acessa, o brasileiro Rubens Barrichello pediu nesta segunda-feira (17) que o sistema de sinalização da Fórmula 1 seja alterado.

O piloto da Honda disse que não viu o sinal "fechado" no fim da área de boxes porque, enquanto voltava para a pista, mexia nos botões do volante de seu carro.

"Não vi a luz em momento algum, e nunca vou vê-la. As luzes estão no lugar errado e, quando você vê, é tarde demais e já passou por elas. Por causa do novo sistema eletrônico, há funções e botões que precisam ser monitorados durante as paradas nos boxes. Não dá para ficar olhando as luzes", afirmou o veterano, que sugeriu mudanças.

"Podiam colocar um grande painel, como o que há na Curva 3 para mostrar as bandeiras amarelas. É preciso algo maior, como aquilo", sugeriu o brasileiro, sem esconder a tristeza pela desclassificação. "Isso de não vez as luzes já aconteceu com Montoya, com Massa, com Kubica. Ninguém vai vê-las a menos que alguém da equipe fique por conta de falar ‘a luz está vermelha’, ou alguma mudança for feita.