O Barcelona mostrou nesta sexta-feira que pretende repetir a campanha brilhante da temporada passada e alcançar o seu objetivo de faturar seis títulos. O time de Messi venceu o Shakhtar Donetsk por 1 a 0, com gol na prorrogação, e conquistou a Supercopa da Europa, a sua segunda taça em menos de uma semana.

No domingo, o campeão espanhol faturou a Supercopa da Espanha ao superar o Athletic Bilbao, no Camp Nou, por 3 a 0. O título marcou a quinta conquista do técnico Josep Guardiola em cinco competições, um impressionante aproveitamento de 100% no comando do Barcelona.

Nesta temporada, o time catalão ainda pretende repetir as conquistas do Campeonato Espanhol, da Liga dos Campeões, da Copa do Rei, além de levantar a taça do Mundial de Clubes, no final do ano, totalizando seis títulos.

A partida desta sexta-feira reuniu os espanhóis, campeões da Liga, e o Shakhtar, vencedor da Copa da Uefa, competição que passou a se chamar Liga Europa nesta temporada.

Comandado por Messi e Henry, o Barcelona tomou a iniciativa do jogo e impôs forte pressão sobre os ucranianos. O primeiro tempo foi marcado pela jogada mais polêmica da partida. Aos 44 minutos, Messi bateu falta e a bola acertou o braço de um zagueiro do Shakhtar. O árbitro, porém, não assinalou o pênalti.

No segundo tempo, o Shakhtar, dos brasileiros Fernandinho, Ilsinho, Luiz Adriano e Willian, reagiu na partida e aproveitou alguns vacilos da defesa espanhola para assustar o goleiro Valdés. No entanto, os ucranianos também não balançaram as redes e levaram o jogo para a prorrogação.

A vitória do Barcelona só veio aos 9 minutos do segundo tempo do tempo extra. Messi, eleito o melhor jogador da Europa na quinta-feira, deu bom passe para Pedro, que mandou no canto esquerdo e garantiu mais um título para os espanhóis.