Foto: Walter Alves
Ricardo Pinto foi expulso.

Num jogo cercado de tensão, e muito tumultuado, o Iraty conseguiu ganhar, de virada, por 3 a 2, do J.Malucelli. Com esse resultado, o Azulão, agora com 15 pontos, assumiu provisoriamente a 8.ª colocação do Paranaense. O Iraty ganha no critério saldo de gols, três a favor contra três negativos do Cascavel, 9.º colocado, e que joga hoje diante do Cianorte, em Cianorte. O Jotinha permanece com 20 pontos, e na 3.ª colocação.

Sob forte calor e defendendo uma invencibilidade de oito jogos o J. Malucelli deu a impressão que faria mais uma vítima na competição. Aos 7 minutos, de pênalti, o atacante Diogo fez 1 a 0 para o time visitante. Aos 18?, Alemão aumentou para o Jotinha, fazendo 2 a 0. Tudo caminhava conforme o roteiro estipulado pelo treinador Ricardo Pinto. Jogadas em contra-ataque e não dando espaços para que o adversário tentasse chegar ao gol.

Porém, de tanto martelar, Bruno descontou para o Iraty aos 25?. O gol deu novo ânimo para o Azulão que empatou a partida aos 39?: Iraty 2 x 2 J.Malucelli.

Emoções e confusões  

Se no 1.º tempo o jogo já estava quente no Emílio Gomes, em Irati, a etapa complementar virou panela de pressão. Aos oito minutos, após uma troca de empurrões, Marquinhos, do Iraty, e Diogo, do Jotinha, foram expulsos.

Aos 13? o goleiro Jeferson do Iraty defendeu um pênalti. Aos 27? o meia Henrik fez um gol para o Azulão, mas o árbitro, Ito Dari Rannov, anulou o lance. Novo tumulto generalizado. Desta vez o treinador do Jotinha, Ricardo Pinto, acabou sendo colocado pra fora de campo por ter invadido o gramado.

Após oito minutos a partida foi reiniciada. O time da casa continuou pressionando o Jotinha, e acabou sendo premiado aos 33 minutos, com Almeida fazendo 3 a 2 para o Iraty.

No meio de semana o Iraty enfrenta o Adap Galo, em Maringá. O jogo ainda é válido pela 10.ª rodada. Depois, no domingo, o Azulão enfrenta o Coritiba, em Curitiba, pela 13.ª rodada. Já o Jotinha jogará no final de semana, novamente fora de casa, contra o Cascavel.