O vice-governador e coordenador do Comitê Executivo para assuntos da Copa 2014, Orlando Pessuti, reuniu-se ontem com representantes da Comec – Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba e do Ippuc – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba para definir as obras que serão realizadas com recursos do PAC Mobilidade, do Governo Federal, destinados às cidades que serão sedes da Copa do Mundo de 2014. O Estádio Joaquim Américo, a Baixada, do Atlético é o estádio indicado no Paraná.

O projeto do Paraná, apresentado na última semana em Brasília através de proposta de emenda ao orçamento da União, prevê R$ 401 milhões do governo federal para obras de mobilidade.

“Já apresentamos os projetos para aprovação. Agora, dependemos da Fifa. Se Curitiba for escolhida como uma das sedes, diria que a obtenção de recursos está resolvida”, afirmou o secretário do planejamento Ênio Verri.

No próximo dia 14, o Governo do Estado estará novamente em Brasília para realizar adaptações ao primeiro projeto da emenda. “Essa reunião serviu para definirmos esses ajustes que o IPPUC e a Comec reivindicavam. São pequenas modificações, que têm que ser resolvidas, mas pouco modificam a proposta original”, explicou Pessuti.