A Associação de Tenistas Profissionais (ATP) manifestou sua inconformidade com o anúncio que a final do US Open de 2013 será disputada em uma segunda-feira, feito na última sexta pela Federação de Tênis dos EUA (USTA).

A USTA comunicou que a próxima edição do último Grand Slam da temporada será disputada em 9 de setembro, e até esta segunda-feira ainda não havia sido publicada uma reação oficial por parte do organismo principal do circuito masculino.

“A ATP e seus jogadores querem deixar claro ao US Open que não apoiam a final na segunda-feira. Acreditamos firmemente que o US Open deve manter o formato similar ao dos outros Grand Slams, com as semifinais masculinas na sexta-feira e a final no domingo”, criticou a entidade o comunicado.

Nos últimos cinco anos, o quarto Grand Slam da temporada tinha encerramento previsto para domingo, mas terminou apenas na segunda-feira devido ao mau tempo, por isso a USTA oficializou a segunda como a data oficial para a final masculina. A feminina passará a acontecer no domingo, o que dá a todos os finalistas um dia de descanso.

“Ao modificar o horário para dar um dia de intervalo entre as semifinais e a final, o US Open reconheceu as incríveis exigências físicas do tênis masculino”, comentou a ATP.

Na nota, a associação se mostrou de acordo com o aumento da premiação para os jogadores, medida que também foi anunciada na sexta-feira.

“O aumento dos prêmios para 2013 é apreciável e, junto com o aumento de 2012, representa o maior no US Open desde o começo da ATP Tour, em 1990”, lembrou.