São Paulo – Com 10 atletas, a equipe brasileira embarcou ontem à noite para Budapeste, na Hungria, onde, a partir de sexta-feira, começa a ser disputado a 10.ª edição do Campeonato Mundial Indoor de Atletismo. O chefe da equipe, Nélio Moura está otimista. Para ele, esta seleção “é a mais bem preparada que o Brasil já enviou a um Mundial Indoor”.

O treinador aposta muito em Jadel Gregório, do salto triplo. Finalista no Mundial de Paris em 2003 e segundo do ranking da atual temporada, o triplista é uma das esperanças de medalha na Hungria. Este ano ele saltou 17,46 na Alemanha, recorde sul-americano em pista coberta.

Nélio Moura avalia, no entanto, que além de Jadel, alguns outros atletas têm condições de chegar à final. Segundo ele, Osmar Barbosa dos Santos (800m), Hudson de Souza (1.500m), Márcio Simão de Souza e Redelen Melo dos Santos (60m com barreiras) conseguiram bons resultados em meetings indoor e podem se transformar numa boa surpresa. “Mais importante, ainda é que todos os atletas da seleção estão em boa forma e se prepararam para o Mundial”, acrescenta.