Principal jogador do Atlético na boa campanha do clube no Campeonato Brasileiro, o atacante Walter é o principal desfalque do Furacão para enfrentar o Corinthians, amanhã, às 19h30, na Arena Corinthians, em São Paulo. Se com o “gordinho” a campanha do time atleticano fora de casa já não é das melhores – apenas 20% de aproveitamento -, sem ele, o técnico Milton Mendes terá que quebrar a cabeça para o Rubro-Negro, enfim, tirar o pijama e emplacar sua segunda vitória como visitante neste Brasileirão.

Se por um lado o atacante Walter, expulso na derrota para o Cruzeiro, está fora do duelo contra o Timão, por outro, o comandante atleticano ganhou o reforço do meia-atacante Ytalo, que cumpriu suspensão diante da Raposa. Assim, ao invés de repetir a formatação da equipe com três volantes, Jadson deve sair do time e Ytalo fará companhia ao trio ofensivo que deverá ser formado junto com Marcos Guilherme e Nikão.

Assim, a principal dúvida do técnico está no ataque. Se não quiser perder a característica ofensiva para atuar com um jogador mais fixo, o atacante Cléo deverá ganhar uma oportunidade entre os titulares. Edigar Junio e Douglas Coutinho correm por fora na briga pela titularidade do Furacão.

Defesa

Mesmo que improvável, não está descartada uma mudança na defesa do Atlético para o confronto contra o Corinthians. Recuperado de lesão, o zagueiro chileno Christian Vilches pode ganhar uma oportunidade. Se isso acontecer, Gustavo, o mais inconstante dos defensores atleticanos, pode perder seu lugar na equipe.

Éderson vai jogar no Japão

O atacante Éderson mal voltou ao Atlético e já foi embora. Ontem pela manhã, o Furacão acertou a venda do jogador pro Kashiwa Reysol, do Japão, por cerca de R$ 10 milhões.

Éderson estava treinando normalmente com o elenco no CT do Caju nas últimas semanas, após voltar de empréstimo ao Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos, onde estava há um ano. Porém, a sua permanência no Rubro-Negro sempre foi incerta, uma vez que o objetivo da diretoria era negociá-lo.

Aos 26 anos, o atacante acaba de vez com um vínculo com o Atlético que durava sete anos. Éderson chegou em 2008. Nesse período, ele foi emprestado diversas vezes, até ganhar uma chance em 2013, quando foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro com 21 gols.

Na temporada seguinte, não repetiu as boas atuações e marcou um único gol. Mesmo assim, chamou a atenção do mundo árabe. Quando voltou, chegou a ser cogitada sua utilização. Principalmente para a partida de amanhã, uma vez que Walter está suspenso. Com a venda para o futebol japonês, a reestreia de Ederson está descartada.

Derrota de Bacellar! Leia mais do Atlético na coluna do Mafuz!