A boa atuação do Atlético na vitória por 2×0 sobre o Corinthians, até então líder do Campeonato Brasileiro, deixou evidente o bom trabalho do time na temporada e, principalmente, do técnico Paulo Autuori. Desde que o treinador assumiu o comando da equipe, no começo de março, o Furacão foi campeão paranaense, chegou à final da Primeira Liga, está vivo na Copa do Brasil e está na cola do G4 do Campeonato Brasileiro.

Uma campanha que acabou despertando o interesse do São Paulo, que nesta semana perdeu o técnico Edgardo Bauza, que foi para a seleção da Argentina. No entanto, Autuori, que já passou pelo clube paulista em 2005 e 2013, sequer quis ouvir a proposta, para seguir o trabalho no Rubro-Negro.

Segundo o presidente atleticano, Luiz Sallim Emed, a proposta são-paulina é algo natural e apenas mostra o comprometimento do treinador com o clube e com o projeto elaborado para esta temporada.

“A proposta faz parte de qualquer interesse comercial, nem sei se foi feito isso, mas, se foi, a gente entende. Mas a resposta que o Paulo deu, se deu mesmo, que nem quer discutir proposta, isso demonstra o compromisso que ele assumiu conosco, que nesse mundo tão restritivo de ética e compromisso moral, de compromisso a cumprir aquilo que você faz, ele deu aquela resposta. A gente está muito tranquilo em relação a isso, porque ele mesmo falou, o Atlético é um oásis, sob o ponto de vista de organização, planejamento, que vem sendo feito todos esses anos. Então ele não tem nenhuma proposta financeira para vai deixar o Atlético e buscar outros caminhos. É o que ele tem aqui, não vai trocar o que está acontecendo aqui por proposta que vai estar apenas no papel”, afirmou o dirigente.

Esta permanência de Paulo Autuori no comando do time se reflete na confiança no trabalho, tanto por parte do próprio treinador, como por parte da diretoria, para a sequência da temporada. Nos próximos dias, o Atlético terá uma sequência ‘casca-grossa’ durante agosto.

Depois de encarar o então líder, agora o Furacão encara, na sequência, Flamengo, Palmeiras e Atlético-MG, pelo Brasileirão, e, em seguida, o Grêmio, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Porém, o bom momento atleticano deixa o treinador tranquilo para estes próximos compromissos.

“Vejo com naturalidade. São momentos do campeonato em que aglomeram uma série de jogos com nível de dificuldade, pelo menos na teoria, alto. Mas estamos tranquilo, até por isso poupamos contra o Sport. O importante é sabermos distribuir bem os esforços dos jogadores para que eles mantenham um nível mínimo de intensidade para que eles sejam competitivos”, avaliou Autuori.

Leia mais sobre o Atlético na coluna do Mafuz!