Jussiê virou um personagem do Atlético em 2016 sem mesmo ter jogado pelo clube. Por dois meses ele negociou com o clube – num primeiro momento, seu pedido salarial não bateu com o interesse do Furacão; depois, com a saída de Walter e Vinícius, as partes chegaram a um acordo. O atacante foi anunciado oficialmente na segunda-feira (29), e no mesmo dia Paulo Autuori garantiu que contava com ele o mais rápido possível. Mas tudo mudou.

Em curta nota oficial divulgada às 13h40, no site do Atlético, foi anunciada a desistência definitiva do acordo, por parte do atleta. A nota é a seguinte, na íntegra:

O Clube Atlético Paranaense informa aos seus Sócios e torcedores que o atleta Jussiê Ferreira Vieira esteve no Clube nas datas de ontem e hoje, chegando as Partes a um acordo para sua contratação. Todavia, de última hora e por força alheia à vontade das Partes, o atleta Jussiê enfrentou questões pessoais e familiares que exigiram a suspensão das negociações e o seu retorno imediato à França.

O atleta agradeceu ao Clube pela compreensão e pela receptividade em Curitiba, deixando votos de sucesso ao Furacão.

Jussiê, de 32 anos, seria o substituto de Walter – pela capacidade de jogar pelos lados do campo e, em algumas eventualidades, centralizado na frente. Por isso o clube fez tanta força, chegou a tratá-lo como “reforço de seleção” (definição do presidente Luiz Sallim Emed) e conseguiu fechar contrato, mesmo com um certo temor das condições físicas do jogador. Agora, tudo que Jussiê podia fazer ou não fazer pelo Furacão fica só na especulação, e o atacante vai embora sem realmente ter vindo.