O primeiro jogo de Milton Mendes no comando do Atlético, neste sábado (25), às 18h30 no estádio Newton Agibert, será um grande desafio. Além de ter de escalar um time novo com apenas quatro dias de trabalho, terá de cuidar da parte motivacional do grupo rubro-negro contra o Prudentópolis.

Embora seja o lanterna do Torneio da Morte, o Prude ainda só depende dele para escapar. Se vencer os dois jogos, escapa da Divisão de Acesso. A questão é que ao longo de toda a competição o time não venceu um duelo sequer. Nos últimos três, a equipe conseguiu três empates, o que enche a todos de esperança.

“Então estamos na expectativa da primeira vitória no campeonato, especialmente diante do nosso torcedor. Se vencermos, embola tudo”, diz Valdir Cagnini, presidente do Prudentópolis. “Os piás estão esperançosos e ninguém desanimou ou largou só porque estamos no Torneio da Morte”, acrescenta.

Pelo lado atleticano, o técnico Milton Mendes acredita que mesmo pressionados os jogadores darão a resposta esperada. “Todos estamos empenhados em fazer um bom trabalho para de uma vez por todas ficarmos livre disso [rebaixamento]”, afirma. “A próxima final que temos é contra o Prudentópolis. Depois pensamos em outro passo”, lembra.

Os times

Milton Mendes monta o Atlético pela primeira vez. O treinador afirmou que não pretende olhar para trás e promete escalar os jogadores que estiverem melhores. Os desfalques certos são Gustavo Marmentini, suspenso pelo terceiro amarelo, e Douglas Coutinho, com dores musculares. Bruno Mota, que vinha sendo titular, sequer foi relacionado. Os substitutos devem ser Bady e Edigar Junio. No Prude, Márcio Máximo tem duas dúvidas: Lucas e Luzinho estão se queixando de dores na panturrilha e ombro, respectivamente. No restante do time, a escalação deve ser a mesma do jogo anterior.

Campanha

O Atlético é o líder do Torneio da Morte com sete pontos conquistados em quatro jogos. O Furacão estreou com vitória contra o próprio Prudentópolis (2 x 0), depois bateu o Nacional fora de casa (1 a 0) e em seguida empatou com o Rio Branco (1 a 1). No returno, começou com derrota para o mesmo Rio Branco, em casa, por 3 a 1. Já o Prude ocupa a lanterna do quadrangular com apenas três pontos, conquistados em empates contra Nacional (duas vezes) e Rio Branco.
Histórico

Atlético e Prudentópolis já se enfrentaram quatro vezes, duas delas no Paranaense desse ano – na quarta rodada da primeira fase e na abertura do Torneio da Morte: duas vitórias para o Atlético por 2 a 0. O Furacão tem ainda outra vitória no retrospecto, um sonoro 8 a 0, em 2010, e um empate no estádio Newton Agibert, palco do jogo deste sábado, por 0 a 0, em 2014.

Curiosidade

Em 23 de janeiro de 2010, o Furacão goleou o Serrano (antigo nome do Prudentópolis) por 8 a 0. Os gols da partida foram marcados por Alan Bahia (2), Bruno Mineiro (2), Márcio Azevedo, Netinho, Marcelo e Bruno Furlan. Alan Bahia hoje joga no Mamoré-MG, Bruno Mineiro está no Santa Cruz, Márcio Azevedo está vinculado ao Shahktar Donetsk (Ucrânia), Netinho é o camisa 10 do J. Malucelli, Marcelo disputa o Carioca pelo Flamengo e Bruno Furlan, único com vínculo ao Atlético, está no Joinville.