Com Tiago Nunes comandando o Atlético de forma interina, há quem se pergunte se o treinador dará mais espaço aos jogadores do time de aspirantes, já que esteve à frente da equipe que venceu o Campeonato Paranaense e o resultado foi muito positivo com a equipe ‘B‘ do Furacão. Porém, a tendência é que Nunes mantenha os medalhões do time e aposte na experiência para que o Rubro-Negro consiga reagir no Campeonato Brasileiro. O Atlético é o vice-lanterna da competição com apenas nove pontos somados em doze rodadas.

Sem mudar muito a estrutura da equipe, mas apostando na transformação do esquema tático para um 4-2-3-1, os jogadores que devem permanecer ‘intocáveis‘ na equipe de Tiago Nunes devem ser os zagueiros Thiago Heleno e Paulo André, os laterais Jonathan e Thiago Carleto, e os atacantes Guilherme e Pablo. Esses jogadores não devem perder espaço e, pelo contrário, devem ser a base da equipe que pretende se reabilitar na competição.

Alguns jogadores que também devem ser imunes a qualquer mudança foram os que se destacaram no Estadual e foram promovidos: o goleiro Santos e o volante Bruno Guimarães. O arqueiro começou o ano na equipe de aspirantes, sendo o guardião da meta no primeiro turno, mas pelo bom desempenho foi integrado ao principal.

Também destaque no Paranaense, Bruno Guimarães ‘subiu‘ depois da conquista do título e está com moral, portanto deve seguir na titularidade. Dos 37 jogos do Furacão na temporada, o atleta participou de 25, ficando atrás apenas do zagueiro José Ivaldo, que tem 27 participações.

Por já ter vivência com Nunes, o volante está repassando ao elenco as preferências do ‘novo‘ treinador.

“O Tiago (Nunes) me conhece e nós já conversamos”, destacou. “Eu venho tentando passar o que ele gosta para quem não trabalhou com ele, para que todos possam ir bem neste retorno”, disse o camisa 39, que confia na recuperação do time até o fim da temporada.

Confira a tabela e a classificação do Brasileirão!

“Sabemos que é uma grande oportunidade de mudar a nossa fase. Estamos trabalhando muito para reverter essa situação”, destacou Bruno Guimarães. Já o zagueiro Thiago Heleno ressalta a intertemporada para o Furacão se recuperar. “Temos que estar juntos, nos fechar ao máximo e com muita concentração. Essa sequência vai ser forte e temos que trabalhar bem”, frisou o experiente capitão rubro-negro.

Mas antes de pensar na retomada na Série A, o Rubro-Negro terá seu primeiro compromisso, no retorno da intertemporada, pela Copa do Brasil. No dia 16 de julho, encara o Cruzeiro, no Mineirão, e terá que reverter o placar de 2×1 do jogo de ida. Pelo Brasileirão, o Atlético entra em campo no dia 19, contra o Internacional, na Arena da Baixada.