Curitiba realmente está tomada pelo “vírus do UFC”. Além das filas em todos os locais de venda, o sistema de ingressos na internet travou por volta do meio-dia desta quarta-feira. A previsão da organização – de esgotar a carga da Arena da Baixada em um dia – está perto de se confirmar.

De acordo com a organização do UFC, restam apenas alguns ingressos para cadeira Lounge (R$ 500) e superior (R$ 200). Pelo ritmo, a tendência é que logo também acabem.

Nos setores cadeira especial, visão parcial, premium e octógono, todas as entradas já se esgotaram.

No Shopping Estação, um dos pontos de venda, torcedores formam uma fila grande desde as 9 horas, quando os primeiros interessados em comprar bilhetes chegaram. Os outros locais de venda são o Shopping Pátio Batel, Shopping Palladium, Shopping Mueller e na Amplitur (Rua Padre Leonardo Nunes, 440). Pela internet, a venda também está travada.

No site do Livepass, que comercializa os ingressos, a mensagem já por volta das 10h30 era de que a alta procura estava interferindo no sistema. “Nesse momento estamos com uma grande quantidade de acessos simultâneos ao site devido à abertura de vendas de um grande evento”, alerta o site.

A reportagem está tentando contato tanto com o Livepass, quanto com o Disk Ingressos, que estão vendendo os ingressos. Mas nenhum telefone das duas empresas atende. No Facebook, o Disk Ingressos pediu compreensão a quem vai comprar entradas do UFC 198. “Pedimos compreensão a todos os nossos clientes. Estamos trabalhando para melhor atendê-los sempre”, afirma o post da empresa. Já o Livepass não se manifestou pelas mídias sociais.

Pelo Twitter, a organização do UFC também se manifestou. “Pedimos desculpas pela demora na venda de ingressos na Livepass. Estamos lendo todos os comentários”, limitou-se a afirmar a organização na conta do UFC Brasil.