Agora é oficial. Eduardo Baptista é o novo treinador do Atlético. O anúncio foi feito pelo presidente do Conselho Deliberativo do Furacão, Mario Celso Petraglia, na tarde desta terça-feira (23), na Arena da Baixada. O dirigente, inclusive, estava na mesa ao lado do próprio Eduardo Baptista e de Paulo Autuori, que agora assume a função de gestor técnico do clube.

O momento da troca chamou a atenção, uma vez que o Rubro-Negro acabou se classificando para as oitavas de fina da Libertadores, apesar de o início no Campeonato Brasileiro não ser da forma esperada. No entanto, segundo Petraglia, esta era a hora certa para esta troca.

“Agora chegou o momento, a hora, e estamos muito seguros e tranquilos para esta mudança, que não será uma mudança, mas sim uma quebra de paradigma que o Atlético está pensando mais uma vez”, disse o dirigente, que ressaltou que os recentes resultados negativos não interferiram em nada.

“Nós tivemos na quarta-feira passada uma vitória épica. Seria uma injustiça mudarmos o técnico em função de resultados. Não cabe isso”, afirmou.

O fato de ser a primeira semana sem jogos, e também depois de duas semanas de viagens seguidas, ajudou nesta decisão, uma vez que Eduardo Baptista terá tempo para treinar e observar o elenco antes da primeira partida oficial, contra o Flamengo, domingo (28), às 16h, na Arena da Baixada.

“Já estava programado e aconteceu em um momento onde o Eduardo poderia assumir. Iniciamos sem perda de tempo, o Eduardo terá uma semana sem jogos para começar a trabalhar, até já visando a volta da Libertadores”, afirmou o agora dirigente Paulo Autuori, que no domingo (21) à noite, após a derrota por 2×0 para o Grêmio, foi a Campinas conversar com o novo treinador..

Aos 45 anos, Eduardo Baptista comadará seu quinto clube na carreira. Começou no Sport, passando por Fluminense, Ponte Preta e Palmeiras, de onde foi demitido após a derrota por 3×2 para o Jorge Wilstermann, pela Libertadores. No Furacão, ele diz estar realizando um sonho de carreira e espera manter o que vem sendo feito no clube.

“Vou fazer de tudo para proteger essa decisão do Atlético, com muito trabalho e vamos poder usar tudo isso para o bem do Atlético e, principalmente, do futebol brasileiro, que carece de atitudes como essas e profissionais como o Paulo (Autuori). Eu tinha um desejo grande de estar aqui, por toda a filosofia que tem no clube”, destacou o novo comandante rubro-negro.

Reclamações

Como não poderia ser diferente, Petraglia aproveitou o momento para dar suas cutucadas. Apesar de estar com um bom humor, o presidente do Conselho Deliberativo reclamou de algumas posturas da imprensa, mas elogiou o fato de que a contratação de Eduardo Baptista foi descoberta, o que o motivou até a ‘enganar’ pessoas dentro do clube.

“Fizemos aí o nosso projeto muito quieto, muito conservador e estava brincando aqui dizendo que na entrevista eu iria renunciar, mas algumas pessoas acreditaram e eu queria deixar claro que não tem nada disso”, afirmou.