Apesar do principal objetivo do Atlético ser a conquista da Copa Sul-Americana, o novo comandante rubro-negro, Cristóvão Borges nos seus primeiros dias de trabalho no clube, terá que lidar com as cinco derrotas seguidas e os sete jogos sem vencer do Furacão dentro do Brasileiro. O treinador, no entanto, viu, diante deste aproveitamento ruim, a primeira qualidade no elenco atleticano. Segundo Borges, a insatisfação do grupo é muito grande com a crise que vive dentro da competição nacional.

“O mais importante é ver a insatisfação deles com a situação que a gente se encontra. Está todo mundo muito incomodado, e isso é bom, é positivo porque há um desejo muito grande de mudar isso. O grupo é bom porque fez, em mais da metade do campeonato, uma campanha de bom nível. Aí teve essa oscilação. Com isso, a equipe perde um pouco de confiança, cria-se alguma dúvida. Este é o momento de conversar, estabilizar, trabalhar e corrigir”, apontou o treinador atleticano.

Na sua primeira conversa com o elenco atleticano, Cristóvão Borges afirmou que sentiu na equipe uma grande vontade de mudança e de espantar a fase ruim que o Furacão atravessa. O novo treinador rubro-negro afirmou que o grande desafio é manter a regularidade e evitar essa oscilação que o Furacão está atravessando no certame.

“Na primeira conversa que eu tive com eles, eu senti deles essa vontade de mudar. Dentro do campo, a maneira deles trabalharem, a entrega deles para o trabalho, isso tudo é positivo. Como a equipe tem potencial, nós sabemos disso pela campanha que fez em grande parte do campeonato, este momento é de estabilidade. Então, o campeonato é muito difícil e tem que estar muito bem preparado. Quanto menos você oscilar, você vai estar sempre bem colocado. A gente oscilou e, por isso, perdemos algumas posições. É o que pretendemos recuperar”, explicou o técnico.

Tempo

O primeiro desafio de Cristóvão Borges no Atlético é diante do Cruzeiro, na próxima quarta-feira, na Arena da Baixada. Por coincidência, o treinador terá uma semana para trabalhar o time atleticano e, principalmente, conhecer mais as características do elenco, para acabar com a série de derrotas no Brasileirão.

“Normalmente não se tem esse tempo todo. Coincidentemente estou chegando agora e tendo esse tempo é importante, não só pelo momento da equipe, mas para dar tempo de conhecer os jogadores. Será curto, mas suficiente para fazer alguma coisa para esse jogo. É uma partida em casa, vamos fazer de tudo para fazer uma grande partida e conquistar uma grande vitória”, arrematou o treinador.

Paraná Online no Facebook