Paulo Autuori seguirá como treinador do Atlético em 2017. A informação foi confirmada pelo presidente Luiz Sallim Emed nesta quinta-feira (24). Após os boatos de que Autuori deixaria a função de técnico para assumir o cargo de gestor de futebol no clube, o cartola negou que essa possibilidade aconteça no ano que vem.

“O Autuori será o nosso treinador no ano que vem. O que nós estamos pensando é quando ele terminar sua participação como técnico, ele possa iniciar o cargo de gestor. Nós estamos fazendo uma transição com ele pensando no futuro”, explicou o presidente à reportagem.

O técnico de 60 anos já deixou claro sua vontade de abandonar o banco de reservas e assumir uma função na gestor do futebol. Após uma passagem pelo Japão, no ano passado, o técnico só aceitou voltar ao cenário nacional em março deste ano por acreditar no projeto ‘extracampo’ do Rubro-Negro. Autuori tem contrato até o início de 2018 com o Furacão.

“O que eu quero esclarecer é que o Autuori já está trabalhando neste processo de gestão do clube. O fato dele ser o nosso treinador não impede que ele realize essa função na gestão de futebol. Ele já trabalha de forma integrada com os outros profissionais e com as categorias de base. Nossa ideia é que ele continue conosco por muito tempo”, finalizou Sallim.

No primeiro semestre, Auturoi chegou na final da Primeira Liga com o Atlético e conquistou o título estadual sobre o rival Coritiba. Na Copa do Brasil, o Furacão foi eliminado pelo Grêmio nas oitavas de final. No Brasileiro, o clube é o quinto colocado e está perto de conquistar uma vaga para a Libertadores. O aproveitamento do treinador é de 51,7%, com 26 vitórias, 9 empates e 21 derrotas.

Neste período, ele lançou vários jogadores da base no time profissional. Os que mais se destacaram nesta temporada foram os meias Mathues Rossetto e João Pedro e o lateral-esquerdo Nicolas. Também tiveram oportunidades os atacante Giovanny e Juninho, o lateral Renan Lodi e o zagueiro Zé Ivaldo.