O Atlético absorveu rapidamente a goleada sofrida pelo Palmeiras no Campeonato Brasileiro, no último final de semana e, sem dificuldades, passou por cima do Dom Bosco-MT por 5×0, na noite desta quarta-feira (18), na Arena da Baixada. O técnico Paulo Autuori, em que pese a fragilidade do adversário, elogiou a seriedade do time atleticano que conseguiu fazer o placas elástico e avançar para a terceira fase da Copa do Brasil.

“Enfrentei vários adversários frágeis e não foi isso o que aconteceu. Destaco a seriedade que a equipe entrou em campo. O problema não era o adversário e sim nós mesmos”, apontou o comandante atleticano, que elogiou também a aplicação tática da equipe rubro-negra diante da equipe do Mato Grosso.

“A grande lição desse jogo foi o terceiro gol, como aconteceu. Quando você encontra o adversário todo fechado, a melhor maneira não é forçar o passe e sim rodar a bola para o lado contrário. Foi o que aconteceu, a bola chegou onde havia espaço e o cruzamento aconteceu para o gol. A lição é essa para a equipe, que aplicou o conceito que temos trabalhado, insistido e a coisa aconteceu da melhor maneira, que resultou no gol”, emendou Autuori.

O comandante do Furacão pontuou ainda o bom trabalho que está sendo realizado pelo Atlético neste início de temporada. Além da classificação para a terceira fase da Copa do Brasil, o time rubro-negro chegou à final da Primeira Liga e conquistou o título do Campeonato Paranaense depois de sete anos na fila. 

“A equipe conseguiu no primeiro semestre, ainda nesse primeiro semestre, chegar a final de uma competição e ganhar outra depois de muito tempo. É normal uma certa desmobilização, só que não dá tempo. Essa vitória tem a ver com a Copa do Brasil. Passamos de fase e vamos enfrentar um adversário difícil que é a Chapecoense. Agora é fechar o grupo e abrir as atenções para o próximo jogo que é o Atlético-MG. Será um jogo extremamente difícil, complicado, diante de uma grande equipe e que é candidata ao título”, concluiu o comandante atleticano.