Já classificado para as quartas de final do Campeonato Paranaense, e depois de garantir a vaga na final da Primeira Liga, o Atlético vai a campo contra o Toledo, neste domingo (27), às 16h, no 14 de Dezembro, com uma equipe praticamente toda reserva. A mudança na equipe, segundo o técnico Paulo Autuori, será por uma necessidade de poupar os jogadores da maratona de jogos, e não apenas por opção.

“A tendência é essa. Tendência não, certeza. Não só por isso (desgaste dos jogos), mas também pela ideia de poder proporcionar a todos o maior número de jogos possíveis. Dentro disso, vamos com alguns jogadores que não vêm jogando. Talvez a gente entre com uma equipe bem diferente, completamente diferente. Mas vai ser uma situação circunstancial, que tem a ver com necessidade”, explicou o treinador.

O comandante atleticano não revelou quem vai jogar, mas do time que derrotou o Flamengo por 1×0, na última quarta-feira (23), apenas o volante Jadson pode ser mantido. Assim, o Furacão deve ir a campo com Santos; Léo, Cleberson, Vilches e Sidcley; Deivid, Jadson (Hernani), Giovanny, Bruno Mota e Anderson Lopes; Crysan.

Uma das novidades da equipe, o zagueiro Cleberson aprova este rodízio e quer aproveitar a oportunidade dada por Autuori para mostrar suas qualidades.

“Esse rodízio é bom para todos os atletas. O futebol precisa disso, até pelo calendário que temos. Existe o desgaste físico e é importante fazer essa troca pela quantidade de jogos que teremos no ano. Para nós, que não estamos jogando tanto, é uma oportunidade única. Sabemos das dificuldades do campeonato, mas queremos a vitória”, afirmou ele.